Banner Portal
Flor Brilhante e as cicatrizes da pedra
PDF

Palavras-chave

Guarani Kaiowá
Território indígena
Mineração

Como Citar

RAINHO, J. Flor Brilhante e as cicatrizes da pedra : impactos e percepções sobre a mineração nos limites de um Território Indígena. Maloca: Revista de Estudos Indígenas, Campinas, SP, v. 1, n. 1, p. 158–166, 2019. DOI: 10.20396/maloca.v1i1.13202. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/maloca/article/view/13202. Acesso em: 26 fev. 2024.

Resumo

No texto, nos é revelada uma cruel distinção: enquanto no mundo dos “brancos” deixar a terra, migrar, refugiar-se, despatriar-se é, muitas vezes, solução para a manutenção da vida, para os Guarani Kaiowá esta não é uma alternativa possível; deixar a terra significa o abandono de seu próprio corpo e vitalidade ancestral – é como seguir vazio, desenraizado, portanto, sempre
morto. Para além disso, há também a percepção explícita de que, para eles, se viver já é difícil de posse da terra nesse cenário de profundas mazelas e violações de direitos básicos, viver sem um pedaço de chão de onde se possa tirar o sustento é dar início à contagem regressiva da morte sentenciada, sucessiva e inevitável, que leva um a um no atravessamento do tempo.

https://doi.org/10.20396/maloca.v1i1.13202
PDF
Creative Commons License

Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Copyright (c) 2018 Jade Rainho

Downloads

Não há dados estatísticos.