Banner Portal
Os movimentos autônomos europeus
ERRATA
PDF

Palavras-chave

Movimentos sociais
Autonomia
Marxismos

Como Citar

SANTOS, Breno Augusto de Oliveira. Os movimentos autônomos europeus: entrevista com Sébastien Schifres. Cadernos Cemarx, Campinas, SP, v. 16, n. 00, p. e022002, 2022. DOI: 10.20396/cemarx.v16i00.15881. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cemarx/article/view/15881. Acesso em: 21 maio. 2024.

Resumo

Há uma série de debates, produções acadêmicas e militante sobre movimentos, coletivos e correntes autonomistas e suas práticas na cena política. Os movimentos autonomistas ou autônomos despertam a curiosidade de cientistas sociais diante o seu espontaneísmo e formas horizontais de organização. Os pesquisadores que buscaram compreender os fenômenos das jornadas de junho de 2013 reconheceram as heranças do autonomismo nas organizações coletivas que movimentaram as ruas das capitais brasileiras naquele ano. As raízes desses movimentos constituem-se a partir de experiências passadas e ressignificadas no tempo, sejam elas, como a Comuna de Paris em 1871, os Sovietes na Revolução Russa em 1917, os conselhos operários na Alemanha (1918-1923), Maio de 1968 na França e o Outono Quente italiano em 1969. Da mesma forma, suas diferentes correntes que passam desde os comunistas de conselho de Otto Rühle, Hermann Gorter, Paul Mattick, Anton Pannekoek, os Situacionistas de Guy Debort, a crítica às formas estatal-burocráticas de Socialismo ou Barbárie e a experiência do operaísmo italiano, refletem quanto tão complexas são, seja em sua produção teórica, ou em suas formas organizacionais expressas em movimentos sociais e coletivos. Para uma compreensão do tema convidamos Sébastien Schifres, doutor em Ciências Políticas pela Universidade Paris 8 - Vincennes de 2008 a 2014, especialista em movimentos revolucionários, autor dos livros Mouvement autonome en Italie et en France (1973-1984) e Movimiento Autónomo en France (1976-1984) e assessor histórico do documentário Lutter... Ici et Maintenant! (Philippe Roizès, 2013).

https://doi.org/10.20396/cemarx.v16i00.15881
ERRATA
PDF

Referências

SANTOS, B. A. de O. Os movimentos autônomos europeus: entrevista com Sébastien Schifres. Cadernos Cemarx, Campinas, SP, v. 16, n. 00, 2022. https://doi.org/10.20396/cemarx.v16i00.15881

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Breno Augusto de Oliveira Santos

Downloads

Não há dados estatísticos.