O Diabo, a serpente, e outras faces etnológicas na obra de Karl Marx

Autores

  • Lucas Parreira Álvares Universidade Federal do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.20396/cemarx.v14i00.15156

Palavras-chave:

Karl Marx, Etnologia, Acumulação primitiva, Fetichismo da mercadoria, Pecado original

Resumo

Além dos próprios Cadernos Etnológicos de Karl Marx é possí-vel identificar uma série de aspectos na obra desse teórico revolucio-nário que tangenciam as dimensões daquilo que ficou conhecido como “etnologia”. O propósito deste artigo é examinar um deles: amparado pela obra de Marx pretende-se explorar o dito “mito originário do capitalismo”. Como recurso estilístico para elucidar criticamente a acumulação originária de capital, Marx se utilizou do pecado original da mitologia judaico-cristã, episódio em que o Diabo apareceu a Adão e Eva sob a forma de uma Serpente e lançou ao mundo a maldição aos homens através do trabalho. Além do mito judaico-cristão,
O Diabo e a Serpente são também imagens constitutivas da sociabili-dade de diversos povos e comunidades tradicionais, e este artigo buscará evidenciar as conexões íntimas entre a acumulação originária e as metafísicas do capitalismo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Lucas Parreira Álvares, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutorando em Antropologia Cultural pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Integrante do Laboratório Marxista de Experimentações Antropológicas.

Referências

Literárias/Artísticas

BÍBLIA DE JERUSALÉM. São Paulo: Editora Paulus, E–book, 2002.

DEFOE, Daniel. Robinson Crusoé. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2018.

GOETHE, Johann Wolfgang von. Fausto: uma tragédia. São Paulo: Editora 34, 2004.

SANZIO, Rafael. Adão e Eva [O pecado original]. Stanza della Segnatura: Palácio Apostólico, Vaticano, 1509-1511.

Bibliográficas

ACOSTA, J. The Natural and Moral History of the Indies. Londres: Hakluyt Society, 1880.

BARKER, Anthony. The African Link. British Attitudes to the Negro in the Era of the Atlantic Slave Trade, 1550–1807. Londres: Frank Cass. 1978.

BARTSCH, H. R., Kerygma and Myth, 2 vols. London: SPCK. 1962.

CARVALHO, Silvia Maria Schmuziger. Jurupari: Estudos de Mitologia Brasileira. São Paulo: Editora Ática, 1972.

DE GÓMARA, Francisco López. Historia General de Las Indias. Barcelona: Editorial Iberia, 1954.

DE LEÓN, Antonio García. Resistencia y Utopía, vols. 1 e 2. México DF: Ediciones Era, 1985.

ELIADE, Mircea. Mito e realidade. São Paulo: Perspectiva, 1972.

FEDERICI, Silvia. Calibã e a Bruxa: Mulheres, Corpo e Acumulação Primitiva. São Paulo: Elefante. 2017.

GIROUD, Françoise. Jenny Marx, ou a mulher do Diabo. Rio de Janeiro: Record, 1996.

HERSKOVITS, H. J. The Myth of the Negro Past. Boston: Beacon Press, 1958.

KARATANI, Kojin. “Capital as Spirit”. In: Crisis & critique, 3 (3), 2016.

LEACH, E. “A legitimidade de Salomão”. In: Da Matta (ed.), Edmund Leach, São Paulo, Ática, 1983.

LEACH, E. “Gênesis enquanto um mito”, in Da MATTA (ed.), Edmund Leach. São Paulo: Ática, 1983.

LÉRY, Jean de. Viagem à Terra do Brasil. Rio de Janeiro: Biblioteca do Exército – Editora, 1961.

LÉVI–STRAUSS, Claude. Mito e Significado. Lisboa: Edições 70, 1978.

LIMA, Edilene. C. Com os olhos da Serpente: homens, animais e espíritos nas concepções katukinas sobre a natureza. São Paulo: USP, Tese de Doutorado, 2000.

LOCKE, John. Segundo Tratado Sobre o Governo Civil. Petrópolis: Editora Vozes, E–book, 2006.

MARX, Karl. Grundrisse: manuscritos econômicos de 1857–1858; esboços da crítica da economia política. Versão E–book. São Paulo: Boitempo, 2011.

MARX, Karl. “Karl Marx to Laura Lafargue”, 25 de setembro de 1869, in: MECW, 2010, vol. 43.

MARX, Karl. O Capital: crítica da economia política. Livro I: o processo de produção do capital. São Paulo: Boitempo Editorial, 2013.

MARX, Karl. “O editorial Nº 179 da ‘Gazeta de Colônia’. In: EIDT, Celso. O estado racional: lineamentos do pensamento político de Karl Marx nos artigos da Gazeta Renana (1842–1843). Dissertação de Mestrado, UFMG, Belo Horizonte, 1998, p. 228–233.

MARX, Karl. Teorías sobre la Plusvalía I. México: Fondo de Cultura Económica, 1980.

MARX, Karl; “Teses ad Feuerbach”. In: Marx, Karl; Engels, Friedrich; A Ideologia Alemã: crítica da mais recente filosofia alemã em seus representantes Feuerbach, B. Bauer e Stirner, e do socialismo alemão em seus diferentes profetas. São Paulo: Boitempo, 2007.

MARX, Karl. The Ethnological Notebooks (Org. Lawrence Krader). Assen: Van Gorcum & Comp. N.V., 1972.

MARX, Karl. Trabalho Assalariado e Capital & Salário, Preço e Lucro. São Paulo: Expressão Popular, 2006.

MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. “Cartas de Março” (Tradução: Lucas Parreira Álvares). Rio de Janeiro: Marx e o Marxismo, 2020, v. 8, n. 14, pp. 201-211.

MAUSS, Marcel; HUBERT, Henri. Sobre o Sacrifício. São Paulo: Cosac Naify, 2006.

MELLO E SOUZA, Laura. O Diabo e a Terra de Santa Cruz. São Paulo: Companhia das Letras, 1986.

MISES, Ludwig von. As seis lições. São Paulo: Instituto Ludwig von Mises Brasil, 2009.

MISES, Ludwig von. O Marxismo Desmascarado: da desilusão à destruição. São Paulo: LVM Editora, 2019.

PAYNE, Robert. Marx: A Biography. New York: Simon & Schuster, 1968.

SAHLINS, Marshall. Esperando Foucault, ainda. São Paulo: Cosac Naify, 2004.

SMITH, Adam. A Riqueza das Nações: investigação sobre sua natureza e suas causas .São Paulo: Editora Nova Cultural, 1996.

TAUSSIG, Michael T. O Diabo e o Fetichismo da mercadoria na América do Sul. São Paulo: Editora Unesp, 2010.

WILLIAMS, Selma R; ADELMAN, Pamela. Riding the Nightmare: Women and Witchcraft from the Old World to Colonial Salem. Nova York: Harper Collins, 1992.

WURMBRAND, Richard. Marx & Satan [Was Karl Marx a satanist?] Westchester: Crossway Books, 1986.

Downloads

Publicado

2021-12-03

Como Citar

ÁLVARES, L. P. O Diabo, a serpente, e outras faces etnológicas na obra de Karl Marx. Cadernos Cemarx, Campinas, SP, v. 14, n. 00, p. e021020, 2021. DOI: 10.20396/cemarx.v14i00.15156. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cemarx/article/view/15156. Acesso em: 18 maio. 2022.