Banner Portal
Nicos Poulantzas, a reprodução capitalista e a luta de classes
PDF

Palavras-chave

Poulantzas
Classes sociais
Modo de produção

Como Citar

LAZAGNA, A. . Nicos Poulantzas, a reprodução capitalista e a luta de classes. Cadernos Cemarx, Campinas, SP, n. 12, p. 113–134, 2019. DOI: 10.20396/cemarx.v0i12.11318. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cemarx/article/view/11318. Acesso em: 28 fev. 2024.

Resumo

Abordamos neste artigo as análises de Nicos Poulantzas
sobre a relação entre classes sociais, reprodução de um modo de produção e transição de um modo de produção a outro. Para tanto, retomaremos as críticas desse autor à concepção economicista do conceito de classe, particularmente aquela formulada por Georg Lukács, a fim de evidenciar a originalidade da sua análise. Consideramos, ademais, algumas retificações e desenvolvimentos realizados por dois autores brasileiros, que compartilham das teses althusserianas e das contribuições de Poulantzas sobre o tema. Por fim, apresentamos um balanço da discussão acerca da operacionalidade do conceito de classe social na teoria da reprodução do modo de produção capitalista, bem como da sua transformação.

https://doi.org/10.20396/cemarx.v0i12.11318
PDF

Referências

ALTHUSSER, Louis. “Resposta a John Lewis”. In: Posições I. Rio de Janeiro: Edições Graal, 1978.

ALTHUSSER, Louis. “Práctica teórica y lucha ideológica”. In: La filosofía como arma de la revolución. 16ª ed. Mexico, DF: Pasado y Presente, 1986.

ALTHUSSER, Louis. Pour Marx. 3ª ed. Paris: La Découverte/Poche, 2005.

ALTHUSSER, Louis. Sobre o trabalho teórico. Lisboa: Editorial Presença, s/d(a). BOITO JR., Armando. “A (difícil) formação da classe operária”. In: Estado, política e classes sociais. São Paulo: Unesp, 2007a, pp. 189- 200.

BOITO JR., Armando. “Pré-capitalismo, capitalismo e resistência dos trabalhadores: elementos para uma teoria da ação sindical”. In: Estado, política e classes sociais. São Paulo: Unesp, 2007, pp. 155- 188.

BOITO JR., Armando.“Indicações para o estudo do marxismo de Althusser”. In: Novos Temas, São Paulo: Edição do Instituto Caio Prado Jr., nº 09, segundo semestre de 2013, pp. 153-182 (Disponível em: https://edisciplinas.usp.br/pluginfile.php/3161715/mod_ resource/content/1/BOITO%20JR.%2C%20Armando.%20 Indica%C3%A7%C3%B5es%20para%20estudo%20do%20 marxismo%20de%20Althusser.%20Novos%20Temas.pdf).

GALVÃO, Andréia. “Marxismo e movimentos sociais”. In: Crítica Marxista, São Paulo: Fundação Editora da Unesp, nº 32, 2011, pp. 107-126.

LAZAGNA, Angela. O político na transição socialista. Explicação e retificação da contribuição da corrente althusseriana. Campinas, 2017. Tese (Doutorado em Ciência Política). Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas.

LENIN, Vladimir I. “A doença infantil do ‘esquerdismo’ no comunismo”. In: Obras Escolhidas. São Paulo: Editora Alfa-Ômega, 1980, volume 3, pp. 275-349.

LUKÁCS, Georg. História e consciência de classe. Estudos sobre a dialética marxista. São Paulo, Martins Fontes, 2003.

MARX, Karl. A miséria da filosofia. São Paulo: Global Editora, 1985.

POULANTZAS, Nicos. Povoir politique et classes sociales. Volume I. Paris: François Maspero, 1975a.

POULANTZAS, Nicos. Povoir politique et classes sociales. Volume II. Paris: François Maspero, 1975b.

POULANTZAS, Nicos. As classes sociais no capitalismo hoje. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1975c.

SAES, Décio. A formação do Estado burguês no Brasil (1888-1891). Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985.

SAES, Décio. “Marxismo e história”. In: Crítica Marxista. São Paulo: Brasiliense, nº 01, 1994, pp. 39-59.

SAES, Décio. Estado e democracia: ensaios teóricos. Coleção Trajetória 1. Campinas: Gráfica do IFCH/Unicamp, 1998a, 2ª edição.

SAES, Décio. “A questão da autonomia relativa do Estado em Poulantzas”. In: Crítica Marxista. Rio de Janeiro: Xamã, nº 07, 1998b, pp. 46-66.

SAES, Décio. “O impacto da teoria althusseriana da história na vida intelectual brasileira”. In: QUARTIM de MORAES, João (Org.). História do Marxismo no Brasil. Vol. III. Teorias. Interpretações. Campinas: Editora da Unicamp, 1998c, pp. 11-122.

SAES, Décio. “Considerações sobre a análise dos sistemas de classe”. In: GALVÃO, Andreia (Org.). Marxismo e Ciências Humanas. São Paulo: Xamã; FAPESP; Cemarx (IFCH-Unicamp), 2003, pp. 248- 256.

SAES, Décio. “Althusserianismo e dialética”. In: Demarcaciones, nº 05, 2017. Disponível em: http://revistademarcaciones.cl/wpcontent/uploads/2017/06/Saes-Althusserianismo-e-dial_ctica. pdf.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2019 Angela Lazagna

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...