O sofrimento e /ou adoecimento psíquico do(a) professor(a) em um contexto de fragilização da formação humana

Autores

  • Lígia Márcia Martins Universidade Estadual Paulista

DOI:

https://doi.org/10.20396/cemarx.v0i11.11294

Palavras-chave:

Capitalismo flexível, Subjetividade humana, Educação

Resumo

Nosso objetivo é destacar relações entre o sofrimento e/ ou adoecimento do(a) professores(a) e as condições objetivas de vida e de educação que empobrecem a formação humana. Para tanto, apresentamos de partida, uma breve análise da conjuntura político-econômica contemporânea, tendo em vista a identifcação de
elementos que subjugam o desenvolvimento psíquico, fragilizando-o. O pressuposto de base desta assertiva diz respeito à natureza social do psiquismo e, nesse diapasão, conferimos destaque às consequências potencialmente adoecedoras da sociedade da mercadoria – sob a roupagem do capitalismo flexível, que mercantiliza a própria subjetividade dos indivíduos, capturando-a e descaracterizando-a, sobretudo, no que tange à classe trabalhadora

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Lígia Márcia Martins, Universidade Estadual Paulista

Doutora em Educação e livre docente em Psicologia da Educação. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação Escolar da Faculdade de Ciências e Letras da Universidade Estadual Paulista, campus de Araraquara.

Referências

ADORNO, Theodor W. Educação e emancipação. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

CHAUÍ, Marilena. Escritos sobre a universidade. São Paulo: Editora da UNESP, 2001.

CHAUÍ, Marilena. A universidade pública sob nova perspectiva. Revista Brasileira de Educação, n. 24, p.5-15, set/dez, 2003.

GRAMSCI, Antonio. Cadernos do cárcere. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1991.

LEONTIEV, Alexis Nikolaevich. Desenvolvimento do psiquismo. Lisboa: Livros Horizonte, 1978.

MARX, Karl. Manuscritos econômico-filosóficos. São Paulo: Boitempo, 2004.

MARX, Karl. Grundrisse: manuscritos econômicos de 1857-1858: esboços da crítica da economia política. São Paulo: Boitempo, 2011.

MARX, Karl. O capital: crítica da economia política. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

MARTINS, Lígia Márcia. A formação social da personalidade do professor: um enfoque vigotskiano. 2º ed. Campinas: Autores associados, 2014.

MONTORO, Xabier Arrizabalo. Capitalismo y economia mundial. Madrid: Instituto Marxista de Economia – IME, 2014.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. Campinas: Autores Associados, 2003.

SÈVE, Lucien. Marxismo e a teoria da personalidade. Lisboa: Horizonte Universitário, vol. 2, 1979.

VIGOTSKY, Lev Semionovich. Obras escogidas. Tomo III. Madrid: Visor, 1995. VIGOTSKY, Lev Semionovich. Obras escogidas. Tomo I. Madrid: Visor, 1997.

Downloads

Publicado

2018-12-14

Como Citar

MARTINS, L. M. O sofrimento e /ou adoecimento psíquico do(a) professor(a) em um contexto de fragilização da formação humana. Cadernos Cemarx, Campinas, SP, n. 11, p. 127–144, 2018. DOI: 10.20396/cemarx.v0i11.11294. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cemarx/article/view/11294. Acesso em: 29 jan. 2023.

Edição

Seção

Artigos