Crise do capital e discurso da quaçificação

implicações no contexto da escola

Autores

  • Francisca Maurilene do Carmo

DOI:

https://doi.org/10.20396/cemarx.v1i2.10797

Palavras-chave:

Crise do capital, Escola

Resumo

O capitalismo a partir do início da década de 1970 vem atravessando umacrise estrutural, na qual os sinais mais evidentes foram a queda decrescente dataxa de lucros, a crise do Estado do bem-estar social e dos seus mecanismos defuncionamento, assim como o esgotamento do padrão taylorista/fordista de produção.Como resposta do capital à crise, várias transformações vem acontecendo,sendo uma delas de importância central, que diz respeito as transformaçõesno processo de produção do capital e suas repercussões no processo de trabalho.O esgotamento do padrão produtivo taylorista e fordista fez emergir novasformas de produção que tinham o objetivo de responder à crise financeira. Istoporque essas novas formas teriam como principal característica aumentar a produçãosem aumentar o número de trabalhadores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

2005-07-18

Como Citar

CARMO, F. M. do. Crise do capital e discurso da quaçificação: implicações no contexto da escola. Cadernos Cemarx, Campinas, SP, v. 1, n. 2, p. 83–88, 2005. DOI: 10.20396/cemarx.v1i2.10797. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cemarx/article/view/10797. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos