A democracia e a universalização do ensino fundamental

Autores

  • Francis Mary Guimarães Nogueira Universidade Estadual do Oeste do Paraná-Cascavel
  • Liliam Faria Porto Borges Universidade Estadual do Oeste do Paraná-Cascavel

DOI:

https://doi.org/10.20396/cemarx.v1i2.10796

Palavras-chave:

Ensino fundamental

Resumo

A divulgação do MEC em 2001 de que havíamos universalizado o Ensino Fundamentalcom o índice de ingresso e permanência de 96,3% das crianças em idade escolar, e arepercussão política deste fato na academia, e em segmentos importantes de professoresque militaram política e teoricamente em defesa da Universalização da Educação Básicanos anos 70 e 80, esteve marcada por um tom de frustração e desolamento. A reaçãoexpressou-se em publicações e palestras proferidas em fóruns educacionais, revelando anegação das estatísticas sobre as conquistas que viabilizaram a universalização.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Francis Mary Guimarães Nogueira, Universidade Estadual do Oeste do Paraná-Cascavel

Professora Adjunta da Universidade Estadual do Oeste do Paraná-Cascavel.

Liliam Faria Porto Borges, Universidade Estadual do Oeste do Paraná-Cascavel

Professora Assistente da Universidade Estadual do Oeste do Paraná-Cascavel.

Downloads

Publicado

2005-07-18

Como Citar

NOGUEIRA, F. M. G.; BORGES, L. F. P. A democracia e a universalização do ensino fundamental. Cadernos Cemarx, Campinas, SP, v. 1, n. 2, p. 77–82, 2005. DOI: 10.20396/cemarx.v1i2.10796. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/cemarx/article/view/10796. Acesso em: 2 fev. 2023.

Edição

Seção

Artigos