Sofrimento e trabalho
Capa dos Anais do XIV Seminário do Laboratório de Economia e Gestão LEG/FCA
pdf

Palavras-chave

Sofrimento
Saúde Mental
Políticas Públicas

Como Citar

PIRINO, Bruna; BEZERRA GEMMA, Sandra. Sofrimento e trabalho: os reflexos na saúde do trabalho ante a necessidade de políticas interinstitucionais. Seminários do LEG, Limeira, SP, v. 14, n. 1, p. 69–87, 2024. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/leg/article/view/5238. Acesso em: 19 jul. 2024.

Resumo

O presente artigo consistiu em compreender a definição de saúde biopsicossocial pela Organização Mundial da Saúde, a qual abarca a saúde mental, e a sua correlação com o sofrimento pelo trabalho. Primeiramente foi feita uma comparação entre o que seria um trabalho prazeroso, na perspectiva de Christophe Dejours, para que o sofrimento fosse analisado posteriormente com relação a sua repercussão na saúde mental dos trabalhadores. A partir da análise desses impactos, adentrou-se no termo de Trabalho Decente da Organização Internacional do Trabalho e sua relação com a necessidade das políticas públicas para preveni-los e amortizá-los, trazendo alguns exemplos já existentes. Portanto, dentre os objetivos, buscou-se demonstrar a necessidade de políticas públicas interdisciplinares e articuladas para serem interinstitucionais em prol do bem-estar biopsicossocial a partir da oitiva desses trabalhadores.

pdf
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2024 Bruna Pirino, Sandra Bezerra Gemma

Downloads

Não há dados estatísticos.