Fraturas Espaciais: A Toponímia como Tipologia de Dominação Social
PDF

Palavras-chave

Toponímia
Poder Simbólico
Dominação Social
Urbanismo
Cidades

Como Citar

ALVES ORSI, Rafael; ALBERTO TOLEDO, Rodrigo; PETITO CAVALCANTI, Murilo Petito Cavalcanti. Fraturas Espaciais: A Toponímia como Tipologia de Dominação Social. Seminários do LEG, Limeira, SP, n. 13, p. 50–66, 2023. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/leg/article/view/4810. Acesso em: 21 maio. 2024.

Resumo

A primazia da moradia articula-se com o território, esquadrinhados em bairros, cujos próprios nomes podem refletir os conceitos de luxúria, privilégios, pobreza e submissão, como sendo a urdidura das assimetrias de poder político e social. Com essa premissa, o presente artigo apresenta a simbologia do espaço urbano através de sua toponímia, como representação concreta da rígida estrutura tradicional, conservadora e excludente das cidades. Para este estudo, foram selecionados dois municípios médios – Araraquara e Taubaté, no estado de São Paulo. Tendo o toponímio como referência e classificando o conjunto de nomes a partir da taxinomia de Maria Vicentina de Paula do Amaral Dick, aponta-se o contraste simbólico dos nomes entre os conjuntos habitacionais voltados para população pobre e os condomínios e bairros voltados para a população rica, em ambos os casos tendo as classes dominantes como as detentoras do poder de nomeação do espaço e criação de significados.

PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Rafael Alves Orsi, Rodrigo Alberto Toledo, Murilo Petito Cavalcanti Petito Cavalcanti

Downloads

Não há dados estatísticos.