O modelo curricular do curso de graduação em odontologia da Faculdade de Odontologia de Piracicaba – UNICAMP
Capa do Eixo 2, sobre Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação
PDF

Palavras-chave

Modelo curricular
Odontologia
Interdisciplinaridade

Categorias

Como Citar

OLIVEIRA, Ivone Emilia de; BOLDRIN, Priscilla Zuzzi. O modelo curricular do curso de graduação em odontologia da Faculdade de Odontologia de Piracicaba – UNICAMP. Congresso dos Profissionais das Universidades Estaduais de São Paulo, Campinas, SP, n. 2, p. e023027, 2023. DOI: 10.20396/conpuesp.2.2023.5184. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/conpuesp/article/view/5184. Acesso em: 30 maio. 2024.

Resumo

Introdução: O modelo de ensino tradicional fragmenta os conteúdos curriculares em disciplinas independentes, levando a uma desconexão entre os temas e uma abordagem passiva por parte dos alunos. No entanto, a FOP/UNICAMP adota um modelo inovador que visa superar essa abordagem. Seu curso de graduação em Odontologia adota uma abordagem modular, interdisciplinar e interdepartamental, buscando integrar o conhecimento teórico à prática clínica.  Objetivo: Contribuir para fomentar discussões a respeito da melhoria do processo de construção do conhecimento dos cursos de graduação. Metodologia: Foram realizadas diversas reuniões e discussões com os docentes de todas as áreas do curso auxiliados pela assessoria pedagógica da faculdade. Por parte dos docentes, duas vezes ao ano (em maio e outubro) são feitas discussões sobre o curso dos mais variados temas a fim de verificar possíveis pontos a serem melhorados. E, por parte dos alunos, o feedback é colhido ao final de cada semestre, por meio das avaliações de disciplinas. Resultados: Melhoria do processo de ensino e aprendizagem, efetiva interdisciplinaridade e otimização de recursos materiais e humanos, que culmina numa maior qualidade de formação de nossos egressos. Propiciou a flexibilização e a adaptação do currículo a novas necessidades, agrupando temáticas afins nos momentos mais apropriados. Conclusão: Evitou a duplicação de recursos (humanos e materiais) para os mesmos fins, repetições desnecessárias e diferentes filosofias de ensino e de trabalho, integração multidisciplinar mais efetiva. Favoreceu ao aluno uma aprendizagem mais significativa e uma visão global de sua formação, enfatizando a formação humanística e a integração multiprofissional em saúde.

https://doi.org/10.20396/conpuesp.2.2023.5184
PDF

Referências

TEIXEIRA, Sabrina Anacleto; GARCIA, Carlos Eduardo Nunes; FERREIRA, Flávia Marina Moreira; SALES, Izabella Fátima Oliveira de; FERREIRA, Leonardo Gonçalves. Interdisciplinaridade na prática: uma possibilidade de ensino e aprendizagem baseada em novos letramentos. Revista Educação Pública, v. 21, nº 11, 30 de março de 2021. Disponível em: https://educacaopublica.cecierj.edu.br/artigos/21/11/interdisciplinaridade-na-pratica-uma-possibilidade-de-ensino-e-aprendizagem-baseada-em-novos-letramentos

PEREIRA JUNIOR, Antônio; BISPO, Carlos José Capela; PONTES, Altem Nascimento. Interdisciplinaridade no âmbito do ensino superior. Revista Ibero-americana de estudos em educação, v. 17, nº ESP.1, março de 2021. Disponível em: https://periodicos.fclar.unesp.br/iberoamericana/article/view/15644

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Ivone Emilia de Oliveira, Priscilla Zuzzi Boldrin (Autor)

Downloads

Não há dados estatísticos.