Caracterização do perfil profissional dos assessores administrativos de nível médio da UNESP
Capa do Eixo 1 sobre Administração, Gestão e Liderança
PDF

Palavras-chave

Administração Pública
Gestão de pessoas
Unesp
Assessor administrativo
Perfil profissional

Categorias

Como Citar

SANTOS, Laercio José Peres dos; MARTINES, Claudia Mirage; CORREIA, Denise Fray dos Santos; SERRANO, Luís Eduardo Fagian; OLIVEIRA, Vanessa Gomes de. Caracterização do perfil profissional dos assessores administrativos de nível médio da UNESP. Congresso dos Profissionais das Universidades Estaduais de São Paulo, Campinas, SP, n. 2, p. e023083, 2023. DOI: 10.20396/conpuesp.2.2023.5161. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/conpuesp/article/view/5161. Acesso em: 19 maio. 2024.

Resumo

Introdução: Ao longo dos últimos 30 anos, a função em confiança de secretário de nível médio passou por várias mudanças, tendo em vista readequações legais e demandas administrativas. Na Unesp, passou-se a denominar assessor administrativo, com a incumbência de assessorar, no âmbito administrativo, o superior imediato e a área de atuação, emitindo informações, analisando dados, recepcionando pessoas, controlando e analisando processos, máquinas e equipamentos, com vistas a assegurar o eficiente funcionamento da área de atuação. Objetivo: Busca-se descrever as competências profissionais essenciais ao assessor administrativo e realizar um estudo de seu perfil profissional. Metodologia: A pesquisa foi desenvolvida de forma qualitativa e mista, utilizando-se da pesquisa exploratória para conhecer o fenômeno estudado, da pesquisa de levantamento (survey) para a coleta de dados e das pesquisas documental e bibliográfica para compreensão das normas e das mudanças institucionais. Resultados: Dos 70 assessores respondentes à pesquisa, a maioria está na função há menos de 5 anos (51,4%) e todos afirmaram que existem competências fundamentais para seu desempenho. A modificação das competências à função de Assessor foi percebida por 65,7% dos participantes. As competências citadas como primordiais foram: Comunicação (18,6%), Comprometimento com a organização (27,1%), Planejamento e organização (30%) e Habilidade técnica (15,7%). Conclusão: Os dados demonstram, na opinião de um grupo de profissionais atuantes na função, as características mais importantes ao seu exercício, as quais sofreram alterações com o passar do tempo e com a reorganização da cultura organizacional da Unesp.

https://doi.org/10.20396/conpuesp.2.2023.5161
PDF

Referências

CAMPOS, Dinael Corrêa de (Org.). Gestão de desenvolvimento profissional por competências, seguido de Dicionário de competências pessoais e profissionais. São Paulo: Cultura Acadêmica, 2022.

DUTRA, Joel Souza. Competências: conceitos, instrumentos e experiências. 2.ed. São Paulo: Atlas, 2017.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Laercio José Peres dos Santos, Claudia Mirage Martines, Denise Fray dos Santos Correia, Luís Eduardo Fagian Serrano, Vanessa Gomes de Oliveira (Autor)

Downloads

Não há dados estatísticos.