O controle interno
Capa do Eixo 1, sobre Administração, Gestão e Liderança
PDF

Palavras-chave

Gestão Pública
Controles internos
Transparência

Categorias

Como Citar

AGUIAR, Vanessa David de; SILVA, Alexandre Rodrigo Navero da; ANDRADE, Suzeley de Lourdes Ribeiro; IKEDA, Ruth Keiko. O controle interno: novas tendências e práticas na área financeira para aprimoramento dos resultados. Congresso dos Profissionais das Universidades Estaduais de São Paulo, Campinas, SP, n. 2, p. e023017, 2023. DOI: 10.20396/conpuesp.2.2023.5156. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/conpuesp/article/view/5156. Acesso em: 22 maio. 2024.

Resumo

Introdução: O acesso às informações da administração e seus controles são assuntos corriqueiros na gestão pública. A análise dessas informações e sua evolução contribuem para a implantação do controle interno e contemple as tendências contemporâneas de melhores práticas de governança, estratégias e responsabilização dos agentes comprometidos nas atividades; assim como o beneficiamento de todas as partes envolvidas com melhores informações e atenção às legislações e normas da instituição. Objetivo: Este projeto visa implementar o controle interno às necessidades da área financeira da Escola Politécnica, fazendo uso de inovação nas atividades, compreender novas tendências contemporâneas de gestão e observar as legislações para propor novas soluções e melhores resultados. Metodologia: Algumas etapas foram e ainda estão sendo seguidas: Começando com a análise preliminar, consistindo na avaliação e levantamento de informações com colaboradores e usuários para elencar os problemas, adequação da estrutura existente ao formato necessário, novas diretrizes e planejamento das atividades para o controle interno, harmonização e transversalidade das atividades, capacitação dos colaboradores e esta em desenvolvimento um sistema de controle interno e transparência das atividades da área financeira. Resultados: Ajustes nas atividades e na cultura foram necessários para desenvolver o novo formato, também foi estruturadas atividades mais robustas e articuladas para assegurar o melhor emprego dos recursos, prevenindo fraudes e desperdícios, melhorando a comunicação e reduzindo prazos. Conclusão: Assim, implantar o controle interno nas rotinas da área financeira favoreceu, entre outros, na melhoria dos processos, dos atos administrativos e principalmente nos resultados produzidos.  Convergindo atividades ultrapassadas em novas tendências contemporâneas.

https://doi.org/10.20396/conpuesp.2.2023.5156
PDF

Referências

BLIACHERIENE, A.C. Controle da Eficiência do Gasto Orçamentário. Belo Horizonte: Editora Fórum, 2016.

CARVALHO NETO, A. et al. Sistema de Controle Interno da Administração Pública na União Europeia e no Brasil. Belo Horizonte: Editora Fórum, 2016.

MARCIAL, Elaine C.; PIO, Marcello J.. Megatendências mundiais 2040: contribuição para um debate de longo prazo para o Brasil. Brasília: Universidade Católica de Brasília, 2023.

SILVA, P. G. K. da. O PAPEL DO CONTROLE INTERNO NA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA. ConTexto - Contabilidade em Texto, Porto Alegre, v. 2, n. 2, 2009. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/ConTexto/article/view/11555. Acesso em: 5 out. 2023.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Vanessa David de Aguiar, Alexandre Rodrigo Navero da Silva, Suzeley de Lourdes Ribeiro Andrade, Ruth Keiko Ikeda (Autor)

Downloads

Não há dados estatísticos.