Ações de formação na escola pública
Capa do Eixo 2 sobre Ensino, Pesquisa, Extensão e Inovação
PDF

Palavras-chave

Relação universidade-escola
Escola pública
Formação de professores

Categorias

Como Citar

PEREIRA, Jany Elizabeth; CAPUSSO, Marina. Ações de formação na escola pública: ensino e extensão na formação de profissionais da educação. Congresso dos Profissionais das Universidades Estaduais de São Paulo, Campinas, SP, n. 2, p. e023051, 2023. DOI: 10.20396/conpuesp.2.2023.5133. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/conpuesp/article/view/5133. Acesso em: 19 maio. 2024.

Resumo

Introdução: As educadoras do Programa de Formação de Professores da FEUSP estabelecem parcerias com escolas públicas visando à oferta de campos de estágio para estudantes de dezoito licenciaturas a partir do desenvolvimento de projetos que buscam articular a formação inicial e continuada de profissionais da educação. Objetivo: Tendo como princípio que a escola é co-formadora das futuras professoras, o objetivo é fortalecer o vínculo com as equipes das escolas, de modo a favorecer o acolhimento de estagiárias e o acompanhamento dos estágios, oferecendo às equipes ações de formação referenciadas nos Projetos Político Pedagógicos que contemplem demandas e especificidades da realidade escolar. Metodologia: Identificação das demandas das escolas e articulação com docentes da universidade. Resultados: Entre 2019 e 2023 foram mediadas vagas em disciplinas e em cursos de extensão ministrados por docentes da FEUSP para profissionais das escolas parceiras, além da oferta de 2 cursos de extensão e de 19 atividades de formação em serviço em escolas vinculadas às redes municipal e estadual de ensino e ao Centro Paula Souza. Conclusão: A experiência desse trabalho de articulação tem demonstrado que o planejamento de ações de formação continuada é mais efetivo se realizado em diálogo com as necessidades de cada unidade escolar e de seu projeto político pedagógico e que a qualidade do vínculo estabelecido com as unidades escolares é um dos fatores que interfere diretamente na qualidade dos estágios realizados.

https://doi.org/10.20396/conpuesp.2.2023.5133
PDF

Referências

MACHADO, A. M. Exercer a postura crítica: desafios no estágio em Psicologia Escolar in Revista Psicologia Ciência e Profissão, vol. 34, n. 3, Brasília, jul./set., pp. 768-774, 2014. Versão impressa ISSN 1414-9893.

RODRIGUES, Priscila Andrade Magalhães. A escola como co-formadora de futuros professores por meio do estágio: um caminho de possibilidades e desafios. In: Anais do VIII Congresso Nacional de Educação (EDUCERE), vol. 1, Curitiba, PUC-PR, 2008. pp. 244-257.

ROLDÃO, Maria do Céu. Formar para a excelência profissional - pressupostos e rupturas nos níveis iniciais da docência. Educação e Linguagem, ano 10, vol. 1, n. 15, jan-jun. São Bernardo do Campo: UMESP, 2007, p. 18-42.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Jany Elizabeth Pereira, Marina Capusso (Autor)

Downloads

Não há dados estatísticos.