Pétalas
Capa do Eixo 5 sobre Saúde e Qualidade de Vida
PDF

Palavras-chave

SUS
Intersetorialidade
Território
Questão social

Categorias

Como Citar

TANAKA, Oriana Harumi de Lima; CARVALHO, Marielle Cristina Ribeiro de; ROSSI, Dalva; GENGHINI, Maria Heloisa Rodrigues Roza; FERREIRA, Cristhiane; ALVES, Andria Cleia. Pétalas : as vozes além dos muros do CAISM. Congresso dos Profissionais das Universidades Estaduais de São Paulo, Campinas, SP, n. 2, p. e023133, 2023. DOI: 10.20396/conpuesp.2.2023.5022. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/conpuesp/article/view/5022. Acesso em: 19 maio. 2024.

Resumo

Introdução: Este projeto surgiu da necessidade observada pelas assistentes sociais do CAISM/Unicamp em estreitar sua relação com os profissionais da Rede de Proteção Social e Sistema de Garantia de Direitos dos municípios atendidos nos casos em que há risco social iminente no segmento de gestantes e puérperas. Foi observado que, para uma transição de cuidados efetiva, era necessário a construção de planos de cuidados em conjunto. Neste sentido, o trabalho do CAISM deve ser baseado na soma dos conhecimentos de profissionais para construção de atendimentos baseados na missão e princípios do SUS. Objetivo: Realizar reuniões de formas sistematizadas para construção de um trabalho intersetorial e intermunicipal com a rede de proteção social das cidades referenciadas para atendimentos de forma a garantir a defesa intransigente e proteção integral da vida. Metodologia: Foram realizadas reuniões online com as equipes dos territórios das usuáriasResultados:Até o presente momento, foi possível constatar que este trabalho apresentou progressos significativos formalizados na garantia de direitos dessas mulheres em seus territórios e também fez com que as altas hospitalares ocorressem de forma mais responsável e rápida, o que evitou a superlotação dos leitos e também otimizou o tempo e recursos humanos e materiais despendidos pelo CAISM. Conclusão: O trabalho do assistente social em um Hospital está interligado com diversos serviços do município de origem de seus usuários e as discussões intersetoriais possibilitadas pelo projeto permitem que os casos que apresentam grande vulnerabilidade e risco social possam ser atendidos de maneira adequada e especializada.

https://doi.org/10.20396/conpuesp.2.2023.5022
PDF

Referências

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Portaria que define a estrutura e os objetivos do Centro de Assistência Integral à Saúde da Mulher.1991. Disponível em: https://www.pg.unicamp.br/norma/1140/0 Acessado em 31 ago. 2023.

MARTINELLI, M. L.; WANDERLEY, M. B., PAZ, R. D. O. Intersetorialidade: desafio para as políticas públicas. SciELO em Perspectiva: Humanas, 2020. Disponível em: https://humanas.blog.scielo.org/blog/2020/05/14/intersetorialidade-desafio-para-as-politicas-publicas/ Acesso em: 26 set 2023.

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2023 Oriana Harumi de Lima Tanaka, Marielle Cristina Ribeiro de Carvalho, Dalva Rossi, Maria Heloisa Rodrigues Roza Genghini, Cristhiane Ferreira, Andria Cleia Alves (Autor)

Downloads

Não há dados estatísticos.