O conhecimento de estudantes e profissionais de saúde acerca do processo transexualizador

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/ccfenf220224772

Palavras-chave:

Transexualidade, Atividades Educacionais, Profissionais de Saúde

Resumo

Introdução: O Acesso à saúde da população transtravestigenere, ao Processo Transexualizador ou relacionada à alguma necessidade de saúde, ainda apresenta-se de forma desumanizada, desqualificada e violenta. A formação ainda é dada de maneira conservadora, centrada na anatofisiopatologia e na cisgeneridade. Objetivos: Este estudo objetivou avaliar o conhecimento de estudantes e profissionais da área da saúde sobre o Processo Transexualizador, visando implementar e avaliar um curso de curta duração sobre o tema. Método: Trata-se de uma pesquisa do tipo intervenção, realizada em duas etapas. A primeira, a criação de um questionário via Google forms, submetido a pré-teste. A segunda, a intervenção em si, sendo a realização de um curso online junto da aplicação do Questionário antes e após o curso, com transmissão via Youtube. Resultados: O curso online, do tipo Workshop, ocorreu em dois dias, com 3h30, via YouTube. O evento teve no total 76 inscritos presentes e 312 visualizações através do Canal da Faculdade de Enfermagem da Unicamp. Dos 65 inscritos, 52 responderam o questionário antes do evento e 26 após o evento. Desta, foram considerados apenas 21 questionários, que após análise estatística comparativa apresentou os seguintes resultados: a média foi de 5,76, com o mínimo 4,00 e o máximo 8,00, antes do workshop, para 7,76, com mínimo de 5,00 e o máximo 10,00, pós o workshop. A mediana apresentada 6,00 (antes) e 8,00 (depois) demonstra através do p-valor de 0,0001 e com nível de significância de 5%, que os participantes conseguiram compreender os conteúdos ministrados ao longo do Workshop. Conclusões: A estratégia de evento online corrobora para a ampliação e divulgação de temas negligenciados nos cursos ou nos serviços da área da saúde. O conhecimento de estudantes e profissionais de saúde sobre as vulnerabilidades da população transtravestisgenere, possibilitando a garantia ao acesso e à assistência, com qualidade e humanizados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nubya Sete Anzolin, Universidade Estadual de Campinas

Graduanda em Enfermagem na Faculdade de Enfermagem pela Universidade Estadual de Campinas.

Dalvani Marques, Universidade Estadual de Campinas

Doutorado em Enfermagem pela da Universidade de São Paulo. Professora Doutora da Faculdade de Enfermagem da Universidade Estadual de Campinas. 

Leila Dumaresq, Universidade Estadual de Campinas

Mestranda em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual de Campinas.

Downloads

Publicado

2022-11-30

Como Citar

1.
Anzolin NS, Marques D, Dumaresq L. O conhecimento de estudantes e profissionais de saúde acerca do processo transexualizador. CCFEU [Internet]. 30º de novembro de 2022 [citado 1º de fevereiro de 2023];(2):e20224772. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/ccfenf/article/view/4772

Edição

Seção

Tecnologia e Inovação no Cuidado de Enfermagem e Saúde