Surto de caxumba entre trabalhadores e estudantes da UNICAMP

Autores

  • Inajara de Cassia Guerreiro Universidade Estadual de Campinas
  • Edite Kazue Taninaga Universidade Estadual de Campinas
  • Rôse Clelia Grion Trevisane Universidade Estadual de Campinas
  • Maria Helena Postal Pavan Universidade Estadual de Campinas
  • Pedro Augusto Thiene Leme Universidade Estadual de Campinas
  • Vanderlei Braga Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i6.8880

Palavras-chave:

Caxumba. Surtos. Vacina SCR.

Resumo

Devido à alta transmissibilidade da caxumba, surtos da doença continuam ocorrendo. Acredita-se que esses surtos ocorram por adaptação do vírus, coberturas vacinais heterogêneas e falhas vacinais. A taxa estimada de ataque do vírus em não vacinados é 10 vezes maior do que nos vacinados com duas doses. A introdução de duas doses da vacina no Brasil ocorreu a partir de 2004, portanto, muitos jovens têm apenas uma dose da vacina, o que aumenta o número de suscetíveis. Descrever as características clínicas e epidemiológicas dos casos de caxumba ocorridos na UNICAMP durante os anos de 2015 e 2016 e sugerir estratégias para prevenção de novos surtos. O estudo foi realizado utilizando dados de notificação de caxumba no período de agosto/2015 a junho/2016 obtidos no CECOM. Foram notificados 90 casos de caxumba. Sexo feminino 54,5% dos casos; 80% dos infectados eram alunos, a faixa etária dos 16 aos 25 anos concentrou 71% dos casos. A situação vacinal prévia foi avaliada em 45 casos: 5 não receberam a vacina, 23 tinham 1 dose, e 17 tinham duas doses. Em locais onde ocorre o convívio de pessoas sem contato prévio com o vírus da caxumba e com baixa cobertura vacinal, há riscos de surtos. O CECOM preconiza que alunos de cursos da área da saúde atualizem a carteira vacinal quando no ingresso, o que se mostrou de grande valia durante esse surto, pois ocorreram apenas 3 casos da doença entre esses estudantes. Essa conduta será estendida a todos os alunos da UNICAMP.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Inajara de Cassia Guerreiro, Universidade Estadual de Campinas

Possui Graduação em Bacharel em Enfermagem pela Universidade Estadual de Campinas (2007) e especialização em Ginecologia e Obstetricia pela Fundação Herminio Ometto (2010). Atualmente é enfermeira assistêncial na Clinica Médica do Centro de saúde da Comunidade UNICAMP (CECOM).

Edite Kazue Taninaga, Universidade Estadual de Campinas

‎Enfermeira na Universidade Estadual de Campinas.

Rôse Clelia Grion Trevisane, Universidade Estadual de Campinas

Enfermeira sanitarista; coordenadora-adjunta do CECOM/UNICAMP.

Maria Helena Postal Pavan, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Graduação em Medicina pela Universidade Estadual de Campinas (1985) , mestrado em Clínica Médica pela Universidade Estadual de Campinas (1999) e residencia-medica pela Universidade Estadual de Campinas (1988) . Atualmente é Médico da Universidade Estadual de Campinas e Médico da Universidade Estadual de Campinas. 

Pedro Augusto Thiene Leme, Universidade Estadual de Campinas

Cirurgião-dentista graduado pela Faculdade de Odontologia de Piracicaba da Universidade Estadual de Campinas, mestre em Saúde Coletiva em Odontologia e doutor em Odontologia pela mesma instituição. Atuação acadêmica em pesquisa na área de Saúde Bucal Coletiva, abordando principalmente o trabalho em saúde no SUS com metodologia qualitativa. 

Vanderlei Braga, Universidade Estadual de Campinas

Bacharel (2004) e licenciado (2007) em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Mestre em Geografia pela UNICAMP (2007). Doutor em Geografia pela UNICAMP (2013). Atua na área de pesquisa em Geografia Humana e Econômica, com ênfase em Redes e Fluxos, Logística e Planejamento Regional e Territorial, abordando os seguintes temas: fluxos materiais e imateriais, circulação corporativa, logística territorial, projeto de plataformas logísticas multimodais no Brasil, planejamento da infraestrutura logística no Brasil, políticas públicas e redes de circulação e comunicação; sistemas técnicos atuais, novas tecnologias da informação, sistemas bancários, correspondentes bancários e redes corporativas. 

Downloads

Publicado

2016-10-27

Como Citar

GUERREIRO, I. de C.; TANINAGA, E. K.; TREVISANE, R. C. G.; PAVAN, M. H. P.; LEME, P. A. T.; BRAGA, V. Surto de caxumba entre trabalhadores e estudantes da UNICAMP. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 6, p. 206–206, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i6.8880. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8880. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde, Sustentabilidade e Qualidade de Vida

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 > >>