Inclusão educacional e acessibilidade na área de exatas

Autores

  • Maria Cristina de Oliveira Regina Universidade Estadual de Campina

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i2.8740

Palavras-chave:

Acessibilidade. Inclusão educacional. Área de exatas

Resumo

O objetivo deste trabalho foi verificar a percepção e entendimento de docentes da área de exatas sobre diferentes aspectos da Inclusão Educacional e Acessibilidade. A metodologia utilizada foi a seleção de cursos por sorteio (arquitetura, engenharia, computação e química) em Universidade Privada (área de Ciências Exatas, Ambientais e de Tecnologias) e composição da amostra por cluster; coleta de dados mediante questionário semi-aberto. Os resultados apresentados de acordo com o teste Dunn havia diferenças significativas entre os cursos de Arquitetura e Computação (p<0,05) em linhas gerais. De acordo com o Teste Fischer havia diferença significativa entre os quatro cursos para: idade (maior idade para arquitetura), gênero (maior freqüência de sexo masculino para computação e engenharia elétrica), escolaridade (maior escolaridade para computação, engenharia elétrica e química), tempo de instituição e de cargo (maior para arquitetura), realizações ao alcance da instituição (suporte psicológico), (maior freqüência de médio e longo prazos para química), acesso facilitado a laboratórios e direção (maior freqüência para computação, engenharia elétrica e química), acesso facilitado a centro acadêmico (maior freqüência para computação e engenharia elétrica), acesso facilitado a ginásio de esportes (maior freqüência para engenharia elétrica), contemplação das necessidades especiais (maior entre arquitetura), e existência de disciplinas inviáveis (maior freqüência para química).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Cristina de Oliveira Regina, Universidade Estadual de Campina

FCM/ UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-09-12

Como Citar

REGINA, M. C. de O. Inclusão educacional e acessibilidade na área de exatas. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 2, p. 281–281, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i2.8740. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8740. Acesso em: 7 out. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde e Qualidade de Vida