Projeto sobre desenvolvimento de vacina viva atenuada contra coccidiose aviária: atividades técnicas desenvolvidas

Autores

  • Cirene Alves de Lima Universidade Estadual de Campinas
  • Urara Kawazoe Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i2.8572

Palavras-chave:

Coccidiose aviária. Cepa atenuada. Vacina.

Resumo

A coccidiose aviária é de extrema importância na indústria avícola brasileira e mundial pela perda econômica e pelo fato do Brasil ser considerado o primeiro produtor de frango de corte e exportador de carne no mundo. Vacina viva atenuada é uma das alternativas para o controle da coccidiose aviária e está sendo desenvolvida no Laboratório de Coccidiose Aviária do Departamento de Parasitologia/IB/Unicamp. São necessárias várias etapas para o desenvolvimento dessa vacina: criação de aves sadias, SPF, durante um mês para a inoculação dos oocistos de Eimeria (formas de resistência e infectante do parasito) e obtenção dos primeiros oocistos eliminados juntamente com as fezes; purificação e cultivo desses oocistos para inoculações sucessivas em aves sadias até a diminuição final do período pré-patente. Produção de oocistos parentais da mesma espécie e cepa de Eimeria a ser atenuada. Uma vez obtidos os oocistos precoces são realizados estudos comparativos entre a cepa parental e precoce para verificar a diferença na patogenicidade entre as duas cepas, além do estudo histo-patológico. Uma vez verificada a diminuição da patogenicidade da cepa precoce e a obtenção da cepa atenuada, é realizado estudo de imunidade protetora em aves sadias, em bateria e posteriormente no campo para verificar com segurança o efeito dessa cepa como vacina.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cirene Alves de Lima, Universidade Estadual de Campinas

IB/ UNICAMP

Urara Kawazoe, Universidade Estadual de Campinas

IB/ UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-09-12

Como Citar

LIMA, C. A. de; KAWAZOE, U. Projeto sobre desenvolvimento de vacina viva atenuada contra coccidiose aviária: atividades técnicas desenvolvidas. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 2, p. 207–207, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i2.8572. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8572. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 2 - Desenvolvimento de Ensino, Pesquisa e Extensão