O psicólogo hospitalar e sua atuação na área da saúde reprodutiva da mulher – ginecologia do CAISM

Autores

  • Maria José Navarro Vieira Universidade Estadual de Campinas
  • Andréa Oliveira Rossi Universidade Estadual de Campinas
  • Jaqueline Zamariola Universidade Estadual de Campinas
  • Bruna dos Santos Ibarra Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v1i3.7877

Palavras-chave:

Psicologia hospitalar. Ginecologia. Intervenção psicológica

Resumo

A área da Ginecologia constitui-se de ambulatório e enfermaria. Os ambulatórios compõe de: ginecologia endócrina; adolescentes; menopausa; infecções genitais I e II; plastia genital; doenças trofoblástica gestacional; endometriose; planejamento familiar, esterilidade; ginecologia geral e ambulatório especial. Oferece também grupos de: dor pélvica crônica e endometriose, incontinência urinária, menopausa, plastia genital e obesidade. Na enfermaria ficam internadas pacientes com algum tipo de cirurgia ginecológica, investigação diagnostica e que necessitam de tratamento medicamentoso. Pacientes com diagnóstico de histerectomia, perda gestacional, endometriose, dor pélvica crônica, entre outros, são preferencialmente atendidos e avaliados pela psicologia. A psicologia atua juntamente com outras áreas, recebendo pacientes encaminhados pela equipe multiprofissional, atuando em programas e protocolos específicos e sempre que possível participa das visitas médicas. O objetivo principal do atendimento psicológico dentro dos ambulatório e enfermaria de ginecologia é minimizar o sofrimento provocado pelo diagnóstico. O psicólogo também é responsável por: avaliar o grau de comprometimento emocional causado pela doença, tratamento e/ou internação, colaborar no processo de compreensão do tratamento, diagnóstico médico, do que está acontecendo com o próprio corpo, avaliar os recursos usados para o enfrentamento da doença/tratamento/internação, estimular a expressão de sentimentos, fortalecer o ego da paciente, facilitar a superação do problema/queixa, realizar trabalho informativo/educativo/preventivo, estabelecer vínculo de apoio e ajuda, ser facilitador da relação médico-paciente, equipe-paciente, integrar uma equipe multidisciplinar e estimular a compreensão da mulher de maneira integral, holística, com suas subjetividades, dentro do contexto em que está inserida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria José Navarro Vieira, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/CAISM/Psicologia

Andréa Oliveira Rossi, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/CAISM/Psicologia

Jaqueline Zamariola, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/CAISM/Psicologia

Bruna dos Santos Ibarra, Universidade Estadual de Campinas

UNICAMP/CAISM/Psicologia

Downloads

Publicado

2016-08-16

Como Citar

VIEIRA, M. J. N.; ROSSI, A. O.; ZAMARIOLA, J.; IBARRA, B. dos S. O psicólogo hospitalar e sua atuação na área da saúde reprodutiva da mulher – ginecologia do CAISM. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 1, n. 3, p. 234–235, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v1i3.7877. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7877. Acesso em: 29 nov. 2022.

Edição

Seção

Eixo 4 - Área Médica e Biológicas