Pesquisas de opinião: como lidar com respostas abertas e transformá-las em informação útil?

Autores

  • Pedro Augusto Thiene Leme Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v4i4.7571

Palavras-chave:

Pesquisa qualitativa. Opinião pública. Coleta de dados. Avaliação de processos e resultados

Resumo

Pesquisas de opinião fazem parte da rotina em diversas ocasiões na Unicamp. Toda opinião deve ser tratada como algo desconhecido pois não podemos presumir antecipadamente o que as pessoas tem a dizer. Portanto questionários com alternativas fechadas não captam uma opinião e sim quantificam a maior ou menor adesão a uma opinião previamente enunciada. Podem ser úteis quando queremos medir especificidades, mas são inadequados para colher opiniões, o que exige uma abordagem com questões abertas. Entretanto, não basta aplicar questões abertas sem um método de análise sob pena dos dados serem sub-utilizados ou não transformados em informação. Existe alguma proposta pra resolver este dilema? A metodologia do Discurso do Sujeito Coletivo (Lefèvre & Lefèvre, 2000) propõe-se a lidar com esse desafio.A lógica que a norteia é simples: os indivíduos de uma sociedade compartilham idéias e opiniões, o que possibilita a compilação de conteúdos semelhantes em discursos síntese, redigidos na primeira pessoa do singular, como se o coletivo pudesse emitir sua voz.Cada discurso síntese tem um grau de compartilhamento, resguardando os atributos numéricos da investigação. A metodologia possui embasamento na teoria das Representações Sociais (Jodelet, 1989). A manipulação dos dados é auxiliada pelo software Qualiquantisoft®.Com vistas a dar um salto de qualidade nas pesquisas de opinião realizadas em diferentes ocasiões na Unicamp, propõe-se a utilização do DSC como método sistematizado de análise.Para sua implementação sugere-se a capacitação dos responsáveis pelas pesquisas nos diferentes setores ou buscar parceria com pesquisadores habilitados para tal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Augusto Thiene Leme, Universidade Estadual de Campinas

Cirurgião-dentista graduado na Faculdade de Odontologia de Piracicaba - Universidade Estadual de Campinas, mestre em Saúde Coletiva em Odontologia pela mesma instituição. Atualmente é membro da equipe do CECOM - Centro de Saúde da Comunidade, na Universidade Estadual de Campinas, atuando como cirurgião dentista generalista e em grupos de trabalho multidisciplinares: Vigilância Epidemiológica, Programa de Saúde do Viajante, Comissão de Controle de Infecções Relacionadas a Assistência à Saúde e Compromisso com a Qualidade em Saúde.

Downloads

Publicado

2016-07-15

Como Citar

LEME, P. A. T. Pesquisas de opinião: como lidar com respostas abertas e transformá-las em informação útil?. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, v. 4, n. 4, p. 126–126, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v4i4.7571. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/7571. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Eixo 2 - Projetos Institucionais no Desenvolvimento de Ensino, Pesquisa e Extensão

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)