Banner Portal
Qualidade de furos alargados em alumínio-silício
PDF

Palavras-chave

Brocas
Alargadores
Fluídos
Furação

Como Citar

MAGRI, A.; SUYAMA, D. I.; GATAMORTA, F.; PASCHOAL, J. P. de O. Qualidade de furos alargados em alumínio-silício. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 8.Eixo 2, p. e0220038, 2023. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/17771. Acesso em: 4 mar. 2024.

Resumo

Introdução: A furação é uma das operações de usinagem mais realizadas na indústria pois a maioria dos componentes deve possuir ao menos 1 furo, seja ele para auxiliar na cadeia de fabricação ou como elemento presente já no produto acabado. O grande desafio é quando furos com profundidades relativamente grandes e boa qualidade são demandados e, por conta disso, o furo necessita de uma operação de ajuste após a furação. Objetivo: Assim, este trabalho tem por objetivo avaliar o acabamento superficial e as tolerâncias geométricas e de forma de furos submetidos à operação de alargamento sob diferentes condições de profundidade de usinagem (variações entre o diâmetro da broca e diâmetro do alargador), em liga de Alumínio-Silício. Metodologia: Foram realizados furos e alargamentos em liga de alumínio-silício (com teor aproximado de 9% de silício). Foram utilizadas brocas helicoidais de aço-rápido sem cobertura com diâmetros de 12,5; 12,8 e 13,0 mm e um alargador de 13,0 mm de diâmetro. Após a furação e alargamento, os furos tiveram acabamento superficial medido por rugosímetro e tolerâncias dimensionais medidas por máquina de medir por coordenadas (MMC). Resultados: Resultados obtidos apontam que a diferença entre os diâmetros de broca e de alargador influenciam no acabamento superficial, mas não influenciam nos desvios dimensionais e de geometria. Quando os diâmetros nominais são iguais, o acabamento superficial fica ruim pois piora o acabamento vindo da furação. Isso se deve à não remoção de material pelo alargador uma vez que as cristas de rugosidade são apenas amassadas contra a superfície. Quando a diferença de diâmetros é suficiente para promover o corte, o acabamento superficial é melhorado. Nos desvios dimensionais e geométricos, a influência maior é do processo de furação: quanto melhor o furo preliminar, melhor é a qualidade do furo alargado. A baixa diferença entre os diâmetros não afeta significativamente após o alargamento. Os resultados apresentados participaram de publicações acadêmicas que são necessárias à manutenção da pontuação dos programas de pós graduação da Faculdade de Engenharia Mecânica. Essa pontuação implica diretamente no número de bolsas e projetos que captam recursos para a pesquisa na Faculdade.Alem da pontuação ajuda a divulgar como congressos e mídias. Conclusão: Em ligas de alumínio, a ductilidade é uma propriedade mecânica a ser considerada na usinagem; O processo de alargamento promove melhorias na qualidade dos furos usinados; Tem-se a necessidade de uma diferença de diâmetro superior a 0,2 mm entre broca e alargador, para que esta última operação seja efetiva.

PDF

Referências

Hanna Tools, WEINGAERTNER, Walter Lindolfo; SCHROTER, Rolf Bertrand . Tecnologia da Usinagem do Aluminio e de Suas Ligas. SÃO PAULO: ALCAN ALUMINIO DO BRASIL, 1990

Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Aristides Magri, Daniel Iwao Suyama, Fabio Gatamorta, João Paulo de Oliveira Paschoal

Downloads

Não há dados estatísticos.