O uso checklist nas rondas multiprofissionais reduz a mortalidade de crianças e adolescentes em unidades de terapia intensiva?
Capa créditos: Gildenir C. Santos (Canva)
PDF

Palavras-chave

Checklist
Rondas multiprofissionai
Unidades de terapia intensiva pediátricas

Como Citar

1.
Silva SO da, Alves DF dos S, Maia F de OM. O uso checklist nas rondas multiprofissionais reduz a mortalidade de crianças e adolescentes em unidades de terapia intensiva?. CCFEU [Internet]. 30º de novembro de 2022 [citado 16º de abril de 2024];(2):e20224774. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/ccfenf/article/view/4774

Resumo

Introdução: O uso de checklists pode melhorar a comunicação entre os profissionais de saúde durante as rondas multiprofissionais, reduzir eventos adversos e aumentar a adesão às boas práticas assistenciais. Entretanto, nenhuma revisão sistemática explorou o impacto dos checklists na mortalidade de crianças e adolescentes em terapia intensiva pediátrica. Objetivo: Avaliar o efeito dos checklists em rondas multiprofissionais em comparação com as rondas multiprofissionais sem checklists, no que se refere à mortalidade de crianças e adolescentes em unidades pediátricas. Método: Revisão sistemática (PROSPERO CRD42021233798), que incluiu estudos realizados com crianças e adolescentes (menores de 18 anos), internados em unidade de terapia intensiva pediátrica. Os estudos foram selecionados de acordo com os critérios de inclusão por dois pesquisadores independentes. Em seguida, realizou-se avaliação da qualidade metodológica e extração dos dados, os quais foram apresentados por meio de síntese narrativa e, quando possível, por meio de meta-análise. A qualidade da evidência foi avaliada pelo The Grading of Recommendations, Assessment, Development and Evaluation (GRADE). Resultados: Foram incluídos sete estudos, na maioria, quasi-experimentais, sendo um deles multicêntrico. Cinco estudos avaliaram a mortalidade antes e depois da implementação dos checklists nas rondas multiprofissionais em unidades de terapia intensiva pediátrica. De acordo com os resultados de três estudos, que foram incluídos na meta-análise, não há diferença significativa em relação à mortalidade quando comparamos rondas com e sem checklist RR 0.80 (IC de 95% de 0.61 a 1.06). Dois dos estudos possuem baixo risco de viés e um deles possui quatro itens avaliados como não claros. A certeza da evidência foi considerada baixa, devido ao risco de viés e imprecisão. Conclusão: O uso do checklist nas rondas multiprofissionais não tem efeito sobre a mortalidade de crianças e adolescentes em unidades de terapia intensiva e, a certeza da evidência é baixa.

https://doi.org/10.20396/ccfenf220224774
PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Sarah Oliveira da Silva, Daniela Fernanda dos Santos Alves, Flávia de Oliveira Motta Maia

Downloads

Não há dados estatísticos.