Avaliação da validade de conteúdo do “Indice del Contributo del Caregiver al Self-Care nelle Persone con Stomia”
Capa créditos: Gildenir C. Santos (Canva)
PDF

Palavras-chave

Estomia
Autocuidado
Estudos de validação

Como Citar

1.
Perissotto S, Martins MCP, Silva VA da, Gasparino RC. Avaliação da validade de conteúdo do “Indice del Contributo del Caregiver al Self-Care nelle Persone con Stomia”. CCFEU [Internet]. 30º de novembro de 2022 [citado 15º de abril de 2024];(2):e20224767. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/ccfenf/article/view/4767

Resumo

Introdução: O cuidador tem grande influência no desenvolvimento do autocuidado da pessoa com estomia de eliminação, portanto, a utilização de instrumentos que mensurem a sua contribuição é de grande importância. Em 2018 foi desenvolvido na Itália o Indice del Contributo del Caregiver al Self-care Nelle Persone con Stomia (CC-ISCPS), com esse objetivo. No Brasil não existe um instrumento com esta finalidade. Objetivo: Avaliar a validade de conteúdo da versão brasileira do instrumento Indice del Contributo del Caregiver al Self-care Nelle Persone con Stomia. Método: Estudo metodológico, que após a tradução, síntese e retrotradução teve sua validade de conteúdo avaliada por um comitê de seis especialistas, sendo três enfermeiros estomaterapeutas, dois enfermeiros com expertise em estudos de validação e um cuidador de uma pessoa com estomia de eliminação. Foram avaliadas as equivalências semântica, idiomática, conceitual e cultural entre a versão original e versão-síntese, por meio de uma escala que variou entre 1 (não equivalente) a 4 (equivalente). Também foram avaliadas a clareza, representatividade (1= não claro e não representativo a 4= claro e representativo) e a relevância (1= desnecessário a 3= essencial). Esse estudo foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da instituição, sob número do CAAE 40037820.4.0000.5404. Resultados: Após a primeira rodada de avaliação foram calculados para cada item o Índice de Validade de Conteúdo (que variou entre 0,82 a 1,00), o Coeficiente Kappa Modificado (0,82 -1,00) e a Razão de Validade de Conteúdo (RVC) (0,67 - 1,00). Os itens 9, 16 e 17 obtiveram RVC abaixo do estabelecido (0,67), entretanto, alterações não foram realizadas, pois nenhum item recebeu nota 1 (desnecessário) ou sugestões de modificação. Conclusão: O processo realizado seguiu as recomendações metodológicas e demonstrou que a versão brasileira do CC-ISCPS possui evidências de validade de conteúdo.

https://doi.org/10.20396/ccfenf220224767
PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Samantha Perissotto, Maria Carolina Pinto Martins, Vanessa Abreu da Silva, Renata Cristina Gasparino

Downloads

Não há dados estatísticos.