Eficácia das estratégias utilizadas na adesão à higiene de mãos

uma revisão integrativa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/ccfenf220224760

Palavras-chave:

Higiene das mãos, Indicadores básicos de saúde, Comportamento de redução do risco

Resumo

Introdução: A higiene de mãos é uma medida eficaz no controle e combate às infecções. Apesar das evidências apontarem um aumento da higiene das mãos após a implantação da estratégia multimodal, as taxas de adesão permanecem baixas. Objetivo: O objetivo deste estudo foi verificar na literatura as estratégias utilizadas para melhorar a adesão à higiene de mãos e seu impacto a longo prazo. Método: Trata-se de uma revisão integrativa conduzida de acordo com as diretrizes do PRISMA. Os descritores hand hygiene, guideline adherence, health status indicators, risk reduction behavior, inservice training foram combinados utilizando os operadores booleanos “OR” e “AND”, resultando em uma estratégia satisfatória. A busca foi realizada nas bases de dados PubMed, BVS, CINAHL, SCOPUS e EMBASE, totalizando 160 artigos. Foram incluídos estudos de pré e pós intervenção, com desfecho para a taxa de adesão à higienização das mãos e no tempo de duração da resposta, realizado em unidades hospitalares, a partir de 2010. A seleção e análise dos estudos foram realizadas por dois pesquisadores, sendo um terceiro acionado em caso de divergências, com a amostra final composta por 12 estudos. Para análise dos dados dos artigos, utilizou-se o instrumento da Joanna Briggs Institute para estudos quase-experimentais não randomizados. Os principais achados foram sintetizados em tabelas. Resultados: A maioria dos estudos utilizou-se de treinamentos envolvendo palestras ou vídeos. Outras estratégias citadas foram distribuição de cartazes, lembretes e devolutivas às equipes. Instituições que utilizaram mais de uma estratégia obtiveram melhores resultados. Em geral, houve aumento da adesão à técnica imediatamente após as intervenções, porém não se sustentou a médio ou longo prazo. Conclusão: Estratégias multimodais possuem impacto positivo na adesão à higiene de mãos. Estudos futuros para compreensão de barreiras à manutenção do comportamento adquirido serão necessários para implementação de novas abordagens que garantam a incorporação desta prática.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Pedro Antônio Teodoro de Moraes, Universidade Estadual de Campinas

Graduando em Enfermagem na Faculdade de Enfermagem da Universidade Estadual de Campinas.

Vanessa Aparecida Vilas Boas, Universidade Estadual de Campinas

Professora da Faculdade de Enfermagem da Universidade Estadual de Campinas. Doutorado pela Faculdade de Enfermagem da Universidade Estadual de Campinas.

Maria Isabel Pedreira de Freitas, Universidade Estadual de Campinas

Professora Associada da Faculdade de Enfermagem da Universidade Estadual de Campinas. Livre-Docente pela Universidade Estadual de Campinas.

Ana Paula de Moraes e Oliveira Oliveira, Universidade Estadual de Campinas

Bibliotecária da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas. Graduada em Biblioteconomia pela Pontificia Universidade Catolica de Campinas.

Downloads

Publicado

2022-11-30

Como Citar

1.
Moraes PAT de, Vilas Boas VA, Freitas MIP de, Oliveira AP de M e O. Eficácia das estratégias utilizadas na adesão à higiene de mãos: uma revisão integrativa. CCFEU [Internet]. 30º de novembro de 2022 [citado 1º de fevereiro de 2023];(2):e20224760. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/ccfenf/article/view/4760

Edição

Seção

Processo de Cuidar em Saúde e Enfermagem no Adulto e Idoso