Aplicação da escala de bem-estar materno em Situação de Parto (EBMSP 2) em puérperas atendidas no hospital Prof. Dr. Aristodemo Pinotti- CAISM
Capa créditos: Gildenir C. Santos (Canva)
PDF

Palavras-chave

Parto
Saúde da mulher
Satisfação do paciente

Como Citar

1.
Carlos ITV, Sanfelice CF de O. Aplicação da escala de bem-estar materno em Situação de Parto (EBMSP 2) em puérperas atendidas no hospital Prof. Dr. Aristodemo Pinotti- CAISM. CCFEU [Internet]. 30º de novembro de 2022 [citado 1º de março de 2024];(2):e20224735. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/eventos/index.php/ccfenf/article/view/4735

Resumo

Introdução: O parto é um processo dinâmico que envolve diversas interações e pode sofrer influência de questões físicas, psíquicas e ambientais. As experiências de parto não satisfatórias representam uma violação dos direitos humanos básicos e podem gerar consequências negativas, físicas e emocionais, à mulher e ao recém-nascido, a curto, médio e longo prazo. Assim, diversas iniciativas têm buscado uma assistência mais respeitosa e segura, baseada em evidências científicas e com ênfase na participação ativa da mulher. Objetivo: Avaliar o nível de satisfação e bem-estar das mulheres frente ao parto, o que representa uma importante estratégia para o delineamento de cuidados e modelos assistenciais que favoreçam a satisfação das mulheres com a experiência vivenciada, contribuindo positivamente na saúde reprodutiva dessas. Método: Trata-se de uma pesquisa de abordagem quantitativa e descritiva, realizada com puérperas do Alojamento Conjunto do Hospital da Mulher Prof. Dr. José Aristodemo Pinotti. A coleta de dados foi realizada com aplicação de um questionário sociodemográfico e obstétrico, bem como da Escala de Bem-estar Materno em Situação e Parto (BMSP 2). Resultados: A amostra do estudo foi constituída de 128 puérperas, com idade média de 30 anos e idade gestacional média de 38 semanas e 3 dias. O escore médio de satisfação das participantes foi 208,7, variando no intervalo de 167 a 235 pontos, o que indica ótima satisfação com a experiência de parto (> 200 pontos). Conclusão: Este estudo apontou uma alta satisfação das mulheres com sua experiência de parto. Não houve diferença estatisticamente significativa com o nível de satisfação e bem-estar entre as mulheres que tiveram parto normal ou cirurgia cesariana, sendo que as mulheres que passaram por uma cesariana tiveram uma pontuação superior. Acredita-se que os resultados positivos encontrados neste estudo relacionam-se com o modelo de cuidado praticado na instituição.

https://doi.org/10.20396/ccfenf220224735
PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2022 Isabella Toscano Valentim Carlos, Clara Fróes de Oliveira Sanfelice

Downloads

Não há dados estatísticos.