Artigo publicado na Liames – Línguas indígenas americanas traz importante contribuição de descrição linguística de língua indígena em avançado estágio de extinção

Autores

Palavras-chave:

Línguas indígenas. Warázu. Língua em extinção. Divulgação científica

Resumo

O artigo mais acessado da LIAMES-Línguas Indígenas Americanas, no ano de 2017, foi “O warázu do Guaporé (tupi-guarani): primeira descrição linguística” de Henri Ramirez; Valdir Vegini e Maria C. V. de França, docentes da Universidade Federal de Rondônia (UNIR). O trabalho representa uma primeira descrição linguística do warázu, uma língua da família tupi-guarani falada pelos warazúkwe, povo indígena que habita certa região localizada na fronteira entre o Brasil e a Bolívia. O warázu é uma língua em avançado estágio de extinção, ela é falada pelos warazúkwe, conhecidos também como guaraiutá, pauserna e guarasugwe. Os warazúkwe, apesar de ainda manterem sua identidade étnico-cultural, vivem negligenciados pelas políticas oficiais do Estado brasileiro e, muitas vezes, são referidos como índios bolivianos. Habitantes originários das regiões localizadas entre os rios Riozinho e Santa Cruz, os warazúkwe foram, aos poucos, sendo despojados de seu território tradicional pelos grileiros, fazendeiros e representantes do agronegócio; passando a morar nos municípios de Pimenteiras, Costa Marques e Vilhena (RO), no Brasil e também em Bela Vista, na Bolívia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Angel Corbera Mori, Universidade Estadual de Campinas

Professor e pesquisador da área de Línguas Americanas.

Referências

RAMIREZ, Henri; VEGINI, Valdir; FRANÇA, Maria Cristina V. de. “O warázu do Guaporé (tupi-guarani): primeira descrição linguística”. LIAMES: Línguas Indígenas Americanas, Campinas, v. 17, n 2, p. 411-506, 2017. Disponível em: https://periodicos.sbu.unicamp.br/ojs/index.php/liames/article/view/8647468. Acesso em: 27 nov. 2017.

Downloads

Publicado

2017-12-01

Como Citar

MORI, A. C. Artigo publicado na Liames – Línguas indígenas americanas traz importante contribuição de descrição linguística de língua indígena em avançado estágio de extinção. Boletim Técnico do PPEC, Campinas, SP, v. 2, n. 3, p. 3 p., 2017. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/boletins/index.php/ppec/article/view/9139. Acesso em: 25 out. 2021.

Edição

Seção

Post