Chamada de artigos para o dossiê "Bourdieu em perspectiva: diferença, distinção e desigualdade no século XXI"

2022-07-27

A revista Temáticas tem a satisfação de comunicar que está aberta a chamada de manuscritos para compor o dossiê Bourdieu em perspectiva: diferença, distinção e desigualdade no século XXI

Comissão organizadora: Profa. Dra. Miqueli Michetti (UFPB); Dra. Juliana Closel Miraldi (UNICAMP); Dra. Julia S. Abdalla (UNICAMP) e Prof. Dr. Fábio Ribeiro (UFRJ).

Período de submissão: de 01/10/2022 até 31/12/2022

 

Pierre Bourdieu (1930-2002) foi um dos principais sociólogos da segunda metade do século XX e, no século XXI, observamos a teoria bourdieusiana projetar-se para além das fronteiras da sociologia, estabelecendo diálogos críticos e trocas profundas com teorias e intelectuais da linguística, história, antropologia, ciência política, demografia, educação, direito, filosofia etc. Nota-se que, 20 anos transcorridos após a morte do autor, a sociologia bourdieusiana encontra-se não apenas viva, mas também constantemente criticada e revista por cientistas e intelectuais que, ao mobilizá-la em seus trabalhos, apontam seus limites e necessárias reformulações.

A pergunta sobre as condições de reprodução da ordem social é uma das interrogações que atravessam e fermentam os esforços de Bourdieu, a partir da qual ele destrincha diferentes relações de poder no espaço social, sejam elas mais visíveis, como o acúmulo de capital econômico que divide a sociedade em classes, ou menos imediatas, como é o caso do papel do sistema de ensino e da cultura legitimada, compreendidos como instrumentos de manutenção de posições de classe entre gerações. Entretanto, apesar de Bourdieu incorporar à sua teoria ferramentas capazes de analisar relações de poder de uma maneira complexa e sobredeterminada, muitas foram as críticas que recebeu devido ao tratamento que deu às questões de gênero, raça, classe e nação/globalização. Este sintoma tem proporcionado novas reflexões e revisões teórico-conceituais na sociologia bourdieusiana contemporâneas.

Esse dossiê centra-se neste debate e, percebendo a urgência em repensar os modos de reprodução das estruturas de poder na nossa formação social, visa reunir trabalhos advindos de diferentes áreas das ciências humanas, de caráter empírico e teórico, que proponham um diálogo crítico com a teoria bourdieusiana tendo como uma de suas problemáticas análises sobre a desigualdade, distinção e diferenças na sociedade contemporânea - incluindo as diferenças e distinções entre esses conceitos -, bem como interesse em propostas analíticas voltadas à compreensão de desigualdades entrecruzadas e das interseccionalidades.