Métodos de esterilização para cultivo " in vitro" de plantas de interesse medicinal: Asteracaea

Autores

  • Dulce Regina Garcia Joaquim Universidade Estadual de Campinas
  • Simone Liliane Kirsz Shepherd Universidade Estadual de Campinas
  • Ana Paula Pellegrino Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i1.8931

Palavras-chave:

Métodos de esterilização. Plantas medicinais

Resumo

Este estudo teve como objetivo a introdução  " in vitro" de espécies de Astareceae usadas terapeuticamente, visando determinar protocolos de esterilização e cultivo para essas espécies. Foram utilizadas plantas de Calendula officinalis (de ação cicatrizante, anti-séptica e anti-inflamatória), Mikania glomerata (espécie nativa, popularmente conhecida como guaco e utilizada como guaco e utilizada no tratamento das vias respiratórias) e Helianthus annuus (o girassol, de ação febrífuga, tônica e antinevrálgica).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dulce Regina Garcia Joaquim, Universidade Estadual de Campinas

IB/UNICAMP

Simone Liliane Kirsz Shepherd, Universidade Estadual de Campinas

IB/UNICAMP

Ana Paula Pellegrino, Universidade Estadual de Campinas

IB/UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-10-31

Como Citar

JOAQUIM, D. R. G.; SHEPHERD, S. L. K.; PELLEGRINO, A. P. Métodos de esterilização para cultivo " in vitro" de plantas de interesse medicinal: Asteracaea. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 1, p. 55–55, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i1.8931. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8931. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Biomédicas