Efeito de altas pressões na eficiência de substâncias farmacêuticas

Autores

  • Priscila Hoffmann Carvalho Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i6.8891

Palavras-chave:

Ácido clavulânico. Estabilidade. Moléculas farmacêuticas.

Resumo

Algumas bactérias patogênicas, produzem -lactamases, enzimas que hidrolisam os anéis -lactâmicos dos antibióticos, como penicilina e cefalosporina. Atualmente, a busca por substâncias anti -lactamásicas ainda é significativamente expressiva. Pesquisas recentes apontam o ácido clavulânico (CA) como o principal composto -lactâmico produzido por Streptomyces clavuligerus. Uma característica dessa biomolécula é a sua instabilidade em função das condições do ambiente em que se encontra, afetando os rendimentos de purificação. Nesse contexto, o presente trabalho apresenta um estudo da estabilidade do CA em diferentes condições de temperatura (T), pH, concentração de tampão (CT) e pressão (P). As soluções de CA foram submetidas às diferentes condições por um intervalo de tempo definido e as concentrações foram acompanhadas, determinando-se a resposta, que é a constante de hidrólise (k). Os experimentos foram realizados em uma célula com agitação magnética e T e P controlados por banho termostatizado e injeção de nitrogênio gasoso, respectivamente. Os ensaios preliminares permitem inferir sobre a influência de cada um dos fatores, embora não permitam avaliar a interação entre eles. Os resultados confirmam as informações presentes na literatura a respeito da influência da temperatura e concentração de tampão: a constante de hidrólise foi maior a 34 ºC do que a 17 ºC (pH 6,0, CT 500 mM) e a 500 mM do que a 20 mM (17 ºC, pH 4,5). Além disso, apontam para a possibilidade inesperada de o aumento da pressão ser desfavorável ao aumento da constante de hidrólise.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Priscila Hoffmann Carvalho, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em Engenharia de Alimentos pela Universidade Estadual de Campinas (2007) e doutorado em Ciência de Alimentos pela Universidade Estadual de Campinas (2013). Atualmente é engenheiro de alimentos da Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos, com ênfase em Ciência e Tecnologia de Alimentos, atuando principalmente nos seguintes temas: imobilização, isomaltulose, glicosiltransferase, processamento mínimo, conservação, temperatura e amido.

Downloads

Publicado

2016-10-27

Como Citar

CARVALHO, P. H. Efeito de altas pressões na eficiência de substâncias farmacêuticas. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 6, p. 144–144, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i6.8891. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8891. Acesso em: 3 out. 2022.

Edição

Seção

Eixo 2 - Desenvolvimento de Ensino, Pesquisa e Extensão

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)