Banner Portal
Programa viva mais/CECOM UNICAMP: avaliação do grau de conhecimento da comunidade da UNICAMP por funcionários, docentes, alunos e estagiários
PDF

Palavras-chave

Substâncias psicoativas (SPA). População universitária. Programa viva mais.

Como Citar

ZAMAI, Carlos Aparecido; PITON, Ana Tereza; MARTINS, Mirian Franzoloso Santos; AZEVEDO, Renata Cruz Soares. Programa viva mais/CECOM UNICAMP: avaliação do grau de conhecimento da comunidade da UNICAMP por funcionários, docentes, alunos e estagiários. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 6, p. 195–195, 2016. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8870. Acesso em: 20 jul. 2024.

Resumo

A Unicamp instituiu em 2003 o Programa de Prevenção ao Uso de Substâncias Psicoativas licitas e Ilícitas – Viva Mais - preocupada em relação à elevada prevalência de problemas relacionados ao consumo de substâncias psicoativas nos Campi da Universidade. Em 2015, convidou a Comunidade da Unicamp (funcionários, docentes, alunos e estagiários) a participar de pesquisa via on-line para avaliar o grau de conhecimento sobre o programa a fim de propor e desenvolver ações de melhorias. Realizou-se pesquisa quantitativa transversal, através de questionário utilizando Google Docs, após aprovação do Comitê de Ética e Pesquisa da Unicamp. Participaram 762 sujeitos, verificou-se que 56,8% correspondem a faixa de idade mais jovem, de 18 a 30 anos; 59,1% apontam desconhecimento sobre o Programa Viva Mais; Dos 40% que ouviram falar, 88,8% não conhecem como funciona o Programa; 86,6% não recebem informações e ou não sabem informar sobre as ações do Programa Viva Mais. Conclui-se que deve haver maior divulgação à comunidade acadêmica em geral; desenvolver ações pontuais para evitar o consumo excessivo de tabaco, álcool e drogas ilícitas pelos estudantes e funcionários da Unicamp, com parcerias da Reitoria e Prefeitura do Campus; criação de grupos e local para discussão das questões relacionadas as substâncias psicoativas, e outras relacionadas a saúde e focar ações específicas ao público jovem da Universidade.

PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2016 Carlos Aparecido Zamai, Ana Tereza Piton, Mirian Franzoloso Santos Martins, Renata Cruz Soares Azevedo

Downloads

Não há dados estatísticos.