Banner Portal
Planejamento estratégico em programa de prevenção ao uso de drogas em universidade
PDF

Palavras-chave

Prevenção. Álcool. Drogas. Universidade. Planejamento

Como Citar

GRANZOTTO, Tânia Maria; NETO, Fidelis Ranali; BEREZOVSKY, Ildelene; FERREIRA, Petra. Planejamento estratégico em programa de prevenção ao uso de drogas em universidade. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 6, p. 189–189, 2016. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8864. Acesso em: 18 jul. 2024.

Resumo

Com o objetivo de estudar e desenvolver ações preventivas ao uso de substâncias psicoativas na Unicamp, foi criado em 2003 o Programa VIVA MAIS. Elevados índices de prevalência no consumo entre estudantes universitários mostraram que o programa deveria abordar amplamente a questão das drogas lícitas e ilícitas. Em função da importância de maior participação de toda a Universidade nas diretrizes e atividades do Programa VIVA MAIS, optou-se por realizar um planejamento estratégico. Foram realizadas três oficinas de trabalho, nas quais foram reunidos representantes de vários seguimentos integrantes das áreas administrativa e acadêmica da Unicamp. Elaboração do mapa estratégico do Programa Viva Mais de 2014 a 2016. Tal estratégia inclui, principalmente: propor, implantar e acompanhar as ações relativas ao uso de substâncias psicoativas; criação de núcleo de trabalho com o objetivo de operacionalizar as ações e garantir a permanência e efetividade do Programa; valorização de uma cultura avaliativa do Programa, com a análise frequente dos pontos positivos e negativos. Em face do planejamento estratégico e da atuação do Núcleo de Trabalho, observamos mudanças na natureza das campanhas que haviam sido realizadas até então, além de maior interesse e comprometimento dos profissionais envolvidos no trabalho. Com isso, foi iniciado o caminho para que o Programa Viva Mais venha a se tornar amplamente conhecido e tido como referência na proposição de políticas integradas e efetivas relacionadas ao uso de substâncias psicoativas.

PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2016 Tânia Maria Granzotto, Fidelis Ranali Neto, Ildelene Berezovsky, Petra Ferreira

Downloads

Não há dados estatísticos.