O papel da odontologia no transplante de figado

Autores

  • M. L. Augustinho Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i2.8757

Palavras-chave:

Saúde bucal. Transplante de fígado

Resumo

Introdução: O doente hepatopata necessita de cuidados odontológicos curativos e preventivos no protocolo pré- operatório do transplante de fígado, para a erradicação de focos infecciosos e para a manutenção de uma boa saúde bucal no período pós-transplante. Objetivo: assegurar que o doente que irá se submeter a um transplante de fígado tenha boas condições de saúde bucal no período pré e pós-transplante e avaliar as principais doenças odontológicas e suas correlações com as doenças hepáticas. Método: Demonstrar o trabalho realizado em parceria entre a unidade de Transplante Hepático/HC/UNICAMP e o Serviço de Odontologia do CECOM/UNICAMP, nos últimos 18 anos onde foram realizados os exames clínicos, radiográficos e os tratamentos odontológicos. Resultado: O levantamento dos dados das principais patologias bucais e das dificuldades relacionadas ás condições sistêmicas, características das doenças hepáticas, obtidos no programa, reforçou a necessidade do trabalho curativo e preventivo realizado, principalmente ligado á carie e doença periodontal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

M. L. Augustinho, Universidade Estadual de Campinas

CECOM/UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-09-12

Como Citar

AUGUSTINHO, M. L. O papel da odontologia no transplante de figado. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 2, p. 289–289, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i2.8757. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8757. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde e Qualidade de Vida