Banner Portal
O grupo de alcoolistas do centro de saúde da comunidade da UNICAMP
PDF

Palavras-chave

Alcoolismo. Grupos. Tratamento

Como Citar

GRANZOTTO, Tania Maria; DOMINGOS JUNIOR, Nilton Manoel; AREIAS, Maria Elenice Quelho; RIGACCI, R. O grupo de alcoolistas do centro de saúde da comunidade da UNICAMP. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 2, p. 286–286, 2016. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8750. Acesso em: 26 maio. 2024.

Resumo

O alcoolismo é atualmente um grave problema médico e social, sendo considerado pela OMS uma toxicomania. Problemas com o álcool vem causando preocupações para as instituições, empresas e governos de diversos países em todo o mundo, visto acarretarem muitas consequências, não somente no trabalho, mas também na família e na sociedade. O Grupo de Alcoolistas do CECOM funciona desde 1987, tendo passado por várias transformações desde essa época. Durante muitos anos funcionou como grupo educativo/terapêutico e era coordenado apenas pela assistente social do CECOM. Atualmente são realizadas reuniões semanais, as quais são coordenadas por uma assistente social e uma psicóloga, contando também com o acompanhamento de dois psiquiatras. É um grupo aberto e ininterrupto, sendo que, geralmente, participam entre dois a dez usuários. Objetivos- Promover o tratamento para dependentes do álcool, visando a abstinência da substância e a elaboração de dificuldades pessoais, intrínsecas ao processo de recuperação, objetivando melhorar as relações no trabalho, na família e na sociedade como um todo. Considerações finais- Trata-se de um trabalho bastante difícil, de natureza complexa, uma vez que os usuários possuem resistência em aceitar a dependência e a abstinência. Observamos que a conscientização do usuário vai sendo adquirida gradativamente e o progresso é lento, muitas vezes, com situações de recaídas. Em todos esses anos de funcionamento, infelizmente, ainda não efetuamos nenhuma pesquisa a respeito; porém, podemos afirmar que muitos funcionários obtiveram a recuperação, com a contínua manutenção da abstinência ao álcool.
PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2016 Tania Maria Granzotto, Nilton Manoel Domingos Junior, Maria Elenice Quelho Areias, R. Rigacci

Downloads

Não há dados estatísticos.