Imagens aversivas veiculadas nos maços de cigarros brasileiros: significados atribuídos por estudantes universitários da área da saúde

Autores

  • A. S. Souza Universidade Estadual de Campinas
  • Claudinei Jose Gomes Campos Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i2.8736

Palavras-chave:

Controle de tabagismo. Universitários da área de saúde. Propagandas

Resumo

O trabalho objetivou analisar quais os significados atribuídos por estudantes universitários tabagistas na área de saúde frente às propagandas dessas imagens aversivas com mensagens de advertência nas embalagens dos produtos do tabaco e as influências no seu comportamento de fumar. Utilizou-se a metodologia qualitativa e análise de conteúdo temática dos dados, resultando nos seguintes temas: curiosidade como fator preponderante no início do hábito de fumar; conhecimento cognitivo não garantindo adoção de um hábito saudável; domínio do hábito sobre a crítica; vislumbrando possibilidade futura de parar de fumar; indiferença em relação às imagens aversivas estampadas nos maços de cigarro; dissociação entre aparência e conteúdo do maço de cigarros; percepção do fumante quanto ao malefício causado a outras pessoas; controvérsias perante impactos causados pelas imagens. Concluímos que apesar de haver o conhecimento sobre danos causados pelo tabagismo e que quando visualizadas as imagens podem causar desconfortos, o hábito de fumar ainda prevalece seja por fatores fisiológicos, psicológicos, sociais ou outros e ainda verificou-se o desejo em cessar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

A. S. Souza, Universidade Estadual de Campinas

FCM/ UNICAMP

Claudinei Jose Gomes Campos, Universidade Estadual de Campinas

FCM/ UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-09-12

Como Citar

SOUZA, A. S.; CAMPOS, C. J. G. Imagens aversivas veiculadas nos maços de cigarros brasileiros: significados atribuídos por estudantes universitários da área da saúde. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 2, p. 279–279, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i2.8736. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8736. Acesso em: 7 out. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde e Qualidade de Vida