Frequência do número de intercorrências de pacientes durante o procedimento de coleta de exames no laboratório clínico

Autores

  • Toyoko Watanabe Takao Universidade Estadual de Campinas
  • Maria Lecticia Pereira Siqueira Oliveira Universidade Estadual de Campinas
  • A. L. Moya Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i2.8726

Palavras-chave:

Coleta de exames. Jejum. Acolhimento

Resumo

Quantificar e minimizar as intercorrências dos pacientes durante o procedimento de coleta de exames no laboratório e padronizar o atendimento. Casuística e métodos: em 102.000 pacientes atendidos no período de maio/ 2007 a maio/2008, foram identificadas 72 ocorrências de mal-estar. um questionário foi aplicado a estes pacientes com as seguintes especificações: tempo de jejum, presença de acompanhante momento e causa da intercorrência, sintomas e assistência prestada pela equipe de trabalho. Resultados: das 72 intercorrências, 85% ocorreram durante ou pós-coleta. as principais causas foram: hipoglicemia; hipotensão, medo e o período prolongado de jejum. apresentaram tontura, náusea e escurecimento de visão. o atendimento foi realizado no próprio local da intercorrência até a normalização dos sintomas clínicos, com acomodação e fornecimento de bolachas e líquidos. Conclusão: verificouse que 1)a orientação correta no pós consulta ambulatorial ou no próprio laboratório contribui para amenizar estes índices 2) a triagem eficiente dos pacientes no dia da coleta é essencial 3) o fornecimento de lanches pós coleta contribui para a recuperação dos pacientes. 4) pacientes sentem mais segurança com a presença do acompanhante 5) a diminuição do tempo de espera e atendimento imediato aos pacientes minimiza o risco da intercorrência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Toyoko Watanabe Takao, Universidade Estadual de Campinas

HC/UNICAMP

Maria Lecticia Pereira Siqueira Oliveira, Universidade Estadual de Campinas

HC/UNICAMP

A. L. Moya, Universidade Estadual de Campinas

HC/UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-09-12

Como Citar

TAKAO, T. W.; OLIVEIRA, M. L. P. S.; MOYA, A. L. Frequência do número de intercorrências de pacientes durante o procedimento de coleta de exames no laboratório clínico. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 2, p. 273–273, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i2.8726. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8726. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde e Qualidade de Vida