Busca ativa no processo de doação: educando para obter resultados

Autores

  • Nilza Hilario Universidade Estadual de Campinas
  • Helder Zambelli Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i2.8681

Palavras-chave:

Transplante. Doação de órgãos. Sistema de saúde. Terapêutica

Resumo

O transplante de órgãos e tecidos deixou de ser apenas uma experiência par se tornar uma terapêutica eficaz para pacientes com falência de determinado órgão. O Sistema Nacional de Transplantes atua em conjunto com o Ministério da Saúde e organiza, acompanha e fiscaliza os trâmites nos procedimentos de captação, doação e distribuição destes órgãos e tecidos para transplantes. Este estudo teve como objetivo verificar o impacto das notificações sobre as doações de órgãos e tecidos para transplantes; levantar o número de notificações e doações no período de 2005 a 2007, e avaliar o efeito da busca ativa no processo de doação de órgãos e tecidos. A metodologia utilizada foi pesquisa documental, retrospectiva, através da análise dos documentos da Organização de Procura de Órgãos (OPO) do Hospital de Clinicas da Unicamp. Constatou-se que após o início das atividades de busca ativa de forma sistematizada, com a utilização do processo de educação permanente no dia-a-dia, fornecendo orientações e sanando as dúvidas dos profissionais da área de saúde, quanto aos trâmites da doação de órgãos e tecido, houve aumento no número das notificações e de doações de órgãos e tecidos para transplante.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nilza Hilario, Universidade Estadual de Campinas

HC/ UNICAMP

Helder Zambelli, Universidade Estadual de Campinas

HC/ UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-09-12

Como Citar

HILARIO, N.; ZAMBELLI, H. Busca ativa no processo de doação: educando para obter resultados. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 2, p. 250–250, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i2.8681. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8681. Acesso em: 1 out. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde e Qualidade de Vida