Avaliação da qualidade de vida em mulheres menopausadas com disfunção da articulação temporomandibular

Autores

  • Claudia Maria Peres Universidade Estadual de Campinas
  • V. A. Madrugada Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i2.8678

Palavras-chave:

Menopausa. Disfunção da articulação temporomandibular (DTM). Qualidade de vida (QV).

Resumo

A menopausa tem início entre 38 e 55 anos com sintomas tipo: fogachos, diminuição da libido, da memória e da atenção, insônia, irritabilidade, baixa auto-estima, osteoporose e doenças ósteo-musculares. As menopausadas com sintomas de disfunção temporomandibular (DTM) podem apresentar depressão, ansiedade e stress pela constância da sintomatologia de desconforto e dor. OBJETIVOS: O objetivo desta pesquisa foi avaliar a qualidade de vida em mulheres menopausadas com DTM que freqüentavam o serviço do Centro de Saúde da Comunidade/ CSS da Universidade Estadual de Campinas. MÉTODOS: Foram selecionadas 30 voluntárias entre 38 e 65 anos, com sintomatologia de DTM e com menopausa, clinicamente comprovada. A avaliação foi através de uma ficha de anamnese e do Questionário de Qualidade de Vida SF-36. Para a análise da ficha de anamnese utilizamos a estatística descritiva e para o SF-36 foi utilizado o Software EpiInfo 6® (DEAN et al., 1995). RESULTADOS: a ficha de anamnese mostrou que as mulheres apresentavam dor crônica. Quanto à QV os piores escores foram relacionados com aspectos físicos, dor e vitalidade. Conclusões: queixas reincidentes constavam na ficha de anamnese e no SF- 36 sendo interessante a aplicação desse modelo em novas pesquisa

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Claudia Maria Peres, Universidade Estadual de Campinas

CECOM/ UNICAMP

V. A. Madrugada, Universidade Estadual de Campinas

FEF/ UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-09-12

Como Citar

PERES, C. M.; MADRUGADA, V. A. Avaliação da qualidade de vida em mulheres menopausadas com disfunção da articulação temporomandibular. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 2, p. 249–249, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i2.8678. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8678. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde e Qualidade de Vida

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>