A abordagem precoce de ferida complexa em uma unidade de emergência: uma experiência de êxito.

Autores

  • Rafael Silva Marconato Universidade Estadual de Campinas
  • Michele Freitas Neves Silva Universidade Estadual de Campinas
  • Ludmila Melo Universidade Estadual de Campinas
  • Andreia Afaz Bulgareli Sampaio Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i6.8642

Palavras-chave:

Enfermagem. Serviços médicos de emergência. Ferimentos e lesões

Resumo

Introdução: Ferida complexa é o termo utilizado para identificar as feridas de difícil cicatrização. A abordagem precoce impacta no atendimento levando a menor tempo de internação, reduzindo agravos à saúde e os custos com internação. Objetivo: Relatar uma abordagem precoce de uma lesão causada por erisipela bolhosa pós-traumática. Método: trata-se de um relato de caso, realizado na Unidade de Emergência Referenciada. Resultado: Paciente do sexo feminino, 63 anos, deu entrada na UER após ter sido vítima de atropelamento com trauma em membro inferior esquerdo e fratura de tíbia e fíbula, evoluiu com edema e um dia após a sua admissão iniciou quadro de hiperemia, dor e lesões bolhosas. Foi avaliada por enfermeiros e submetida precocemente a desbridamento instrumental conservador do tecido necrótico proveniente da lesão bolhosa e terapia tópica com Solução de PHMB 0,2%, curativo não aderente com troca a cada 3 dias e óxido de zinco em bordas. Dez dias após sua admissão as lesões mediam (lesão 1) 9x18cm e (lesão 2) 3x2,5cm. No dia seguinte, a paciente encaminhada para o Centro Cirúrgico e posteriormente para a enfermaria. Teve alta médica dois dias após. A paciente compareceu à UER posteriormente para reavaliação com ambas as lesões já epitelizadas. Discussão: –A abordagem precoce adequada realizada possibilitou o crescimento do tecido de granulação e a epitelização completa de ambas as feridas em um curto intervalo de tempo. Conclusão: O cuidado com feridas complexas deve ser amplamente discutido nos serviços de emergência para promover um cuidado de enfermagem excelência.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Silva Marconato, Universidade Estadual de Campinas

Aluno regular do Programa de Pós Graduação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), nível doutorado. Mestre em Ciências da Saúde pela Unicamp, na área de concentração Enfermagem e trabalho. Possui Bacharelado e Licenciatura em Enfermagem pela Universidade Estadual de Campinas, formado em 12/2006. Diretor da Unidade de Emergência Referenciada do Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas.

Michele Freitas Neves Silva, Universidade Estadual de Campinas

Possui Graduação em Enfermagem pela Universidade Estadual de Campinas (2003) e é Mestre em Enfermagem pela Universidade. Atualmente é Supervisora do Serviço de Enfermagem da Unidade de Emergência Referenciada do Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas.

Ludmila Melo, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação pela Universidade Federal de Goiás (2003) . Tem experiência na área de Enfermagem , com ênfase em Enfermagem de Saúde Pública.

Andreia Afaz Bulgareli Sampaio, Universidade Estadual de Campinas

Colaboradora do Hospital das Clinicas da Unicamp.

Downloads

Publicado

2016-10-27

Como Citar

MARCONATO, R. S.; SILVA, M. F. N.; MELO, L.; SAMPAIO, A. A. B. A abordagem precoce de ferida complexa em uma unidade de emergência: uma experiência de êxito. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 6, p. 263–263, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i6.8642. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8642. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde, Sustentabilidade e Qualidade de Vida

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)