Banner Portal
A gestão da qualidade e o redesenho de processos como modelo de desenvolvimento organizacional em hospitais públicos universitários: o caso do hospital de clínicas da UNICAMP
PDF

Palavras-chave

Gestão da qualidade. Desenvolvimento organizacional. Saúde pública.

Como Citar

LIMA, M. B. B. P. B.; PETENATE, Ademir Jose. A gestão da qualidade e o redesenho de processos como modelo de desenvolvimento organizacional em hospitais públicos universitários: o caso do hospital de clínicas da UNICAMP. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 2, p. 234–234, 2016. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8641. Acesso em: 22 jun. 2024.

Resumo

A qualidade na área de saúde pública ainda é um movimento incipiente no Brasil. Insuficiência de recursos para investimentos e melhorias, mas também falta de eficácia e efetividade, frágil acolhimento dos usuários, baixo impacto das ações de saúde sobre os problemas da população, se constitui ainda problemas evidentes. Torna-se extremamente necessário e urgente apontar possibilidades de intervenção nesta realidade. Não basta melhorar o financiamento na saúde, é preciso corrigir os procedimentos organizacionais para reduzir custos, eliminar desperdícios, re-trabalho, e reduzir a variabilidade nos processos de trabalho. O que deve mover a administração pública é a boa utilização do orçamento, e não o aumento de lucro. Sendo assim, a área de saúde pública é um ambiente único e desafiador para implantar mudanças na forma de Gestão. Esta dissertação tem a finalidade de retratar como a Gestão da Qualidade e o método de Redesenho de Processos pode ser uma estratégia para o Desenvolvimento Organizacional nos Hospitais Públicos Universitários, através do relato da experiência no Hospital de Clínicas da UNICAMP. A realidade encontrada pelo redesenho nos processos do HC-UNICAMP foi uma grande quantidade de mudanças fáceis de implantar nos processos vigentes. Os trabalhos permitiram avançar nas interfaces entre as áreas, e estabeleceu-se uma rotina de interação entre processos fornecedores e clientes, com decisões compartilhadas entre vários serviços. Um grande salto se deu porque assuntos interfuncionais e interprofissionais passaram a ser mais abordados e discutidos. A Qualidade e o Redesenho de Processos também contribuiu para mudanças na cultura organizacional, tais como: melhoria na integração interna entre os diversos níveis organizacionais; qualificação das lideranças; mudança de consciência nos trabalhadores e gerentes; e criação de intenso movimento coletivista.
PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2016 M. B. B. P. B. Lima, Ademir Jose Petenate

Downloads

Não há dados estatísticos.