A experiência da doação: conversando com as famílias doadoras no período pós-óbito

Autores

  • Eliete Bombarda Bachega Montone Universidade Estadual de Campinas
  • Marcos Antonio Barg Universidade Estadual de Campinas
  • Helder Jose Lessa Zambelli Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i2.8640

Palavras-chave:

Doação de órgãos. Período pós-óbito. Acolhimento às famílias.

Resumo

O transplante de órgãos e tecidos é, atualmente, uma opção terapêutica para doenças que, até pouco tempo, eram consideradas terminais. Com isso, a necessidade de órgãos transplantáveis tem crescido muito nos últimos anos. Conhecer os motivos que levam as famílias a decidirem pela doação, pode ajudar no processo doaçãotransplante, reduzindo o número de recusas. A família tem papel importante na decisão sobre a doação dos órgãos e tecidos de seu parente. Seja respeitando a decisão manifestada pelo mesmo, seja na tomada da decisão sem o conhecimento prévio de seu desejo. De uma amostra de 35 famílias doadoras, 7 foram entrevistadas. Cada entrevista teve duração média de 2 horas e compareceram, em média, 3 familiares. A necessidade de saber se os transplantes foram bem sucedidos e o estado de saúde dos receptores foi manifestada em todos os casos. O processo foi avaliado como longo e burocrático, ocasionando a demora na liberação do corpo. Sobre a experiência da perda, as questões estavam voltadas para o que pode ser considerado normal ou não, no processo do luto. Todas as famílias avaliaram positivamente as entrevistas no pós-óbito.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliete Bombarda Bachega Montone, Universidade Estadual de Campinas

HC/ UNICAMP

Marcos Antonio Barg, Universidade Estadual de Campinas

HC/ UNICAMP

Helder Jose Lessa Zambelli, Universidade Estadual de Campinas

HC/ UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-09-12

Como Citar

MONTONE, E. B. B.; BARG, M. A.; ZAMBELLI, H. J. L. A experiência da doação: conversando com as famílias doadoras no período pós-óbito. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 2, p. 234–234, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i2.8640. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8640. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde e Qualidade de Vida

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)