Dimensionamento da equipe de enfermagem de uma unidade de emergência referenciada utilizando a ferramenta do Coren-SP

Autores

  • Rafael Silva Marconato Universidade Estadual de Campinas
  • Aline Maino Pergola Marconato Universidade Estadual de Campinas
  • Rita de Cassia Dantas Andrade Universidade Estadual de Campinas
  • Michele de Freitas Neves Silva Universidade Estadual de Campinas
  • Valdecir Monteiro Jardim Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i6.8635

Palavras-chave:

Recursos humanos de enfermagem. Enfermagem em emergência. Absenteísmo

Resumo

Introdução: As unidades de emergência são importante elemento da rede de atenção à saúde. A equipe de enfermagem necessita ser dimensionada adequadamente para garantir uma assistência de qualidade. Objetivo: Descrever o dimensionamento da equipe de enfermagem de Unidade de Emergência Referenciada (UER). Método: Relato de experiência baseado no cálculo do dimensionamento de enfermagem da UER utilizando a metodologia do Coren-SP para dimensionamento de unidades especiais. A primeira etapa do estudo foi a identificação dos locais de atendimento, posteriormente foi preenchido o quadro com os horários de funcionamento dos postos e definição dos sítios funcionais. Por fim, aplicou-se a fórmula proposta na qual o quadro de pessoal é igual a Constante de Marinho multiplicada pelo total de sítios funcionais (QP=KMxTSF), a Constante de Marinho é a divisão do período de trabalho pela jornada semanal multiplicado pelo índice de segurança técnico (IST) adotado pela instituição (KM=PT/JSTxIST). Resultado: Foram identificados nove postos de trabalho. A unidade funciona 24 horas por dia. Assim, obteve-se 174 sítios funcionais de enfermeiro e 444 de técnicos de enfermagem. O período de trabalho é de seis horas e a jornada de 30 horas/semana, o IST adotado pela instituição de 15%, resultou em 40 enfermeiros e 102 técnicos de enfermagem. Discussão: A ferramenta de dimensionamento se mostrou importante para auxiliar no gerenciamento, pois permite adequação do quantitativo de pessoal e uma assistência de enfermagem qualificada. No entanto, identificou-se certa subjetividade na definição de sítios funcionais e do número de profissionais necessários para a cobertura dos postos de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Silva Marconato, Universidade Estadual de Campinas

Aluno regular do Programa de Pós Graduação da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), nível doutorado. Mestre em Ciências da Saúde pela Unicamp, na área de concentração Enfermagem e trabalho. Possui Bacharelado e Licenciatura em Enfermagem pela Universidade Estadual de Campinas, formado em 12/2006. Diretor da Unidade de Emergência Referenciada do Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas.

Aline Maino Pergola Marconato, Universidade Estadual de Campinas

Pós-Doutorado pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, sob orientação do Prof Dr Gilson de Vasconcelos Torres (2014-2016). Doutora em Enfermagem, pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da Unicamp (2013), sob orientação da Professora Doutora Maria José DElboux. Mestre em Enfermagem pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem da Faculdade de Enfermagem da Universidade Estadual de Campinas (2009), sob orientação da Professora Doutora Izilda Esmenia Muglia Araujo. Bacharel e Licenciada em Enfermagem pela mesma universidade (2006). 

Rita de Cassia Dantas Andrade, Universidade Estadual de Campinas

Colaboradora do Hospital das Clinicas da Unicamp.

Michele de Freitas Neves Silva, Universidade Estadual de Campinas

Possui Graduação em Enfermagem pela Universidade Estadual de Campinas (2003) e é Mestre em Enfermagem pela Universidade. Atualmente é Supervisora do Serviço de Enfermagem da Unidade de Emergência Referenciada do Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas.

Valdecir Monteiro Jardim, Universidade Estadual de Campinas

Possui graduação em enfermagem - Faculdades Adamantinenses Integradas (2002). Especialista em enfermagem do trabalho.Atualmente é enfermeiro supervisor da unidade de emergência referenciada do HC/Universidade Estadual de Campinas. Também possui licenciatura em enfermagem.

Downloads

Publicado

2016-10-27

Como Citar

MARCONATO, R. S.; MARCONATO, A. M. P.; ANDRADE, R. de C. D.; SILVA, M. de F. N.; JARDIM, V. M. Dimensionamento da equipe de enfermagem de uma unidade de emergência referenciada utilizando a ferramenta do Coren-SP. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 6, p. 262–262, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i6.8635. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8635. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde, Sustentabilidade e Qualidade de Vida

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)