Resultados maternos e neonatais em partos atendidos em posição de cócoras

Autores

  • Franklin Sarmento Da Silva Braga Universidade Estadual de Campinas
  • H. Sabatino Universidade Estadual de Campinas
  • S. Cordeiro Universidade Estadual de Campinas
  • F. Cintra Nogueira Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i2.8478

Palavras-chave:

Posição no parto. Índice de apgar. Perda sanguínea

Resumo

Comparamos os possíveis beneficios obtidos pela mãe e seu filho, em relação a posição que ela adota no momento do parto. Utilizamos o analise de duas variaveis, uma materna a través das variações da perda de sangue (indice de hemoglobina, gr/100ml, e do hematócrito, %) medidos antes e após o parto em três posições diferentes: Posição de cócoras com a mulher permanecendo de cócoras ate a saída da placenta, Posição de cócoras com a mulher convidada a deitar imediatamente após o parto (cócoras supino). Posição em decubito dorsal (litotomia). A outra variavel analizada corresponde as condições de saúde do feto imediatamente após o nascimento, com partos em posição de cócoras e posição horizontal (litotomia). A média da diferença de Hemoglobina (g/100 ml.) do grupo ginecológico (d2) foi de 1,5 (DP 0,41) e no grupo cócoras-supina (d3) foi de 1,0 (DP 0,80); esta diferença (d2 - d3) foi de 0,5, p<0,02. A média da diferença de hematócrito (%) do grupo ginecológico (d2) foi de 4,4 (DP 1,5) e no grupo cócoras-supina (d3) foi de 2,5 (DP 2,74); esta diferença (d2 - d3) foi de 1,9; p<0.01. A comparação do índice de Apgar entre ambas as posições maternas, com Apgar muito deprimido (0 a 3) no grupo de cócoras encontramos 0,2% de casos, enquanto que no grupo de litotomia esta percentagem sobe para 1,5%. Kolmogorov-Smirnov (D= 16,2) com p><0,001. Estes resultados nos permitem concluir que a posição de cócoras foi altamente favorável para a mãe, porque perde menos sangue, e para o recém nascido porque tem mais saúde avaliada pelo teste de Apgar.><0.01. A comparação do índice de Apgar entre ambas as posições maternas, com Apgar muito deprimido (0 a 3) no grupo de cócoras encontramos 0,2% de casos, enquanto que no grupo de litotomia esta percentagem sobe para 1,5%. Kolmogorov-Smirnov (D= 16,2) com p<0,001. Estes resultados nos permitem concluir que a posição de cócoras foi altamente favorável para a mãe><0,001. Estes resultados nos permitem concluir que a posição de cócoras foi altamente favorável para a mãe, porque perde menos sangue, e para o recém nascido porque tem mais saúde avaliada pelo teste de Apgar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Franklin Sarmento Da Silva Braga, Universidade Estadual de Campinas

FCM/UINICAMP

H. Sabatino, Universidade Estadual de Campinas

FCM/UINICAMP

S. Cordeiro, Universidade Estadual de Campinas

CAISM/UNICAMP

F. Cintra Nogueira, Universidade Estadual de Campinas

CAISM/UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-09-12

Como Citar

BRAGA, F. S. D. S.; SABATINO, H.; CORDEIRO, S.; CINTRA NOGUEIRA, F. Resultados maternos e neonatais em partos atendidos em posição de cócoras. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 2, p. 318–318, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i2.8478. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8478. Acesso em: 6 out. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde e Qualidade de Vida