Índices ecológicos e parasitismo de peixes como ferramentas de análise ambiental

Autores

  • R. R. Madi Universidade Estadual de Campinas
  • Marlene Tikudo Ueta Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i2.8468

Palavras-chave:

Parasitas de peixes. Índices ecológicos. Análise ambiental

Resumo

A busca de índices adequados para a melhor utilização do parasitismo de peixes como indicadores ambientais tem sido motivo de investigação por vários autores nas últimas duas décadas. Neste trabalho são testados alguns índices comparando o parasitismo por helmintos de Geophagus brasiliensis (Cichlidae, Perciformes) em dois ambientes de distintas caracterizações eutróficas. Foram calculados os índices de diversidade de Simpson e de Shannon-Weaver, o índice de similaridade de Hill, os coeficientes de associação de Jaccard, de Dice e de Ochiai e as variações nas taxas de prevalência (TP) e intensidade média de infecção (IM) propostas por Bush e colaboradores. Para o modelo adotado (espécie de peixe selecionada e comparação entre ambientes eutrófico e oligotrófico), os índices que melhor refletiram a influência do tipo de ambiente e as variações ocasionadas dentro destes ambientes foram a taxa de prevalência e a intensidade de infecção. Os resultados obtidos com os índices de associação demonstraram a independência das relações entre os helmintos parasitas encontrados (Contracaecum sp., Procamallanusperaccuratus, metacestódeos de Proteocephallidea e Cyclophyllidea, Ancyrocephalinae e metacercárias). Através dos cálculos de TP e IM os parasitas podem ser utilizados como indicadores de vários processos ambientais, como por exemplo indicadores de tipos de ambiente, indicadores de alterações ambientais e indicadores faunísticos em ambientes distintos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

R. R. Madi, Universidade Estadual de Campinas

IB/ UNICAMP

Marlene Tikudo Ueta, Universidade Estadual de Campinas

IB/ UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-09-12

Como Citar

MADI, R. R.; UETA, M. T. Índices ecológicos e parasitismo de peixes como ferramentas de análise ambiental. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 2, p. 174–174, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i2.8468. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8468. Acesso em: 5 dez. 2022.

Edição

Seção

Eixo 2 - Desenvolvimento de Ensino, Pesquisa e Extensão