Banner Portal
A importância da caminhada para portadores do diabetes mellitus tipo ii. Levantamento das barreiras percebidas e estratégias de enfrentamento utilizando a estratégia da ativação da intenção
PDF

Palavras-chave

Diabetes mellitus. Comportamentos saudáveis. Atividade motora. Pratica da caminhada. Teoria da ativação da intenção.

Como Citar

FRANCO, Decio Henrique; SILVA, Marco Antonio Vieira; GOUVÊA, Giovana Renata; JOÃO, Thaís Moreira São; AGONDI, Rúbia de Freitas; MIALHE, Fabio Luiz; MIALHE, Fabio Luiz. A importância da caminhada para portadores do diabetes mellitus tipo ii. Levantamento das barreiras percebidas e estratégias de enfrentamento utilizando a estratégia da ativação da intenção. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 6, p. 238–238, 2016. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8449. Acesso em: 26 maio. 2024.

Resumo

O diabetes mellitus é um grande problema de saúde pública e a prática da caminhada regular pode ajudar a minorar seus efeitos. Entretanto, existem barreiras de cunho pessoal que muitas vezes dificultam a implementação de atividade física, e as equipes de saúde devem ter ciência das mesmas a fim de promover o melhor processo de autogestão para cada caso. Realizado estudo experimental e utilizada a estratégia de ativação da intenção, com objetivo de investigar as barreiras percebidas e as estratégias de enfrentamento para a efetivação da prática de caminhada, identificadas entre portadores do diabetes mellitus (n=83), no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) em um município do Estado de São Paulo. Os sujeitos foram instruídos a refletir sobre os obstáculos que os impediam de praticar a caminhada, bem como formular planos de enfretamento para superá-los. Os obstáculos levantados e planos desenvolvidos foram categorizados quanto à similaridade e submetidos à análise de frequência. Pesquisa qualitativa de Análise de Conteúdo com a técnica de Análise temática. O principal obstáculo relatado foi o sentimento de “desânimo” (36,1%). O plano de enfrentamento mais frequente para superar as barreiras encontradas foi o ‘apoio social de familiares’, ‘vizinhos’ e ‘amigos’. Estes conhecimentos podem auxiliar as equipes multidisciplinares do Sistema Único de Saúde na construção de atividades clinico-educativas, visando o aumento da atividade física entre os portadores do diabetes mellitus tipo II e em outras populações-alvo.

PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2016 Decio Henrique Franco, Marco Antonio Vieira Silva, Giovana Renata Gouvêa, Thaís Moreira São João, Rúbia de Freitas Agondi, Fabio Luiz Mialhe, Fabio Luiz Mialhe

Downloads

Não há dados estatísticos.