Desenvolvimento de uma técnica imunoenzimática quantitativa para o imunodiagnóstico da neurocisticercose

Autores

  • Andrea Domenica Teodoro da Silva Universidade Estadual de Campinas
  • Elizabete Maria Aparecida B. Quagliatto Universidade Estadual de Campinas
  • Claudio Lucio Rossi Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i2.8368

Palavras-chave:

Neurocisticercose. Imunodiagnóstico. ELISA

Resumo

A neurocisticercose (NC), infecção causada pela presença do estágio larval (cisticerco) do parasita Taenia solium no sistema nervoso central (SNC), é um grave problema de saúde pública em muitos países em desenvolvimento como o Brasil. O objetivo do presente estudo foi o desenvolvimento de uma técnica imunoenzimática (ELISA) quantitativa com alta sensibilidade e especificidade para o imunodiagnóstico da NC, utilizando como preparação antigênica uma fração do extrato bruto de cisticercos de T. solium (FPC), purificada por cromatografia de troca iônica em coluna de DEAE-Sephacel. Amostras de líquido cefalorraquidiano (LCR) de 57 pacientes com NC e 50 pacientes com infecções heterólogas foram testadas com as técnicas de ELISA padronizadas com o extrato bruto de cisticercos (EBC) e a fração FPC. As técnicas ELISA-EBC e ELISA-FPC apresentaram especificidade de 92% e 100%, respectivamente, enquanto que a sensibilidade das duas técnicas foi 95%. O bom desempenho, em termos de sensibilidade e especificidade, aliado ao baixo custo, indicam que a técnica ELISA-FPC pode ser de grande utilidade para o imunodiagnóstico da NC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Andrea Domenica Teodoro da Silva, Universidade Estadual de Campinas

HC/ UNICAMP

Elizabete Maria Aparecida B. Quagliatto, Universidade Estadual de Campinas

FCM/ UNICAMP

Claudio Lucio Rossi, Universidade Estadual de Campinas

FCM/ UNICAMP

Downloads

Publicado

2016-09-12

Como Citar

SILVA, A. D. T. da; QUAGLIATTO, E. M. A. B.; ROSSI, C. L. Desenvolvimento de uma técnica imunoenzimática quantitativa para o imunodiagnóstico da neurocisticercose. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 2, p. 149–149, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i2.8368. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8368. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 2 - Desenvolvimento de Ensino, Pesquisa e Extensão