Famílias e acesso à rede socioassistencial: uma abordagem do serviço social na enfermaria de pediatria-HC/UNICAMP

Autores

  • Fabiana Maria Campo Dall'orto Escobar Castro Universidade Estadual de Campinas
  • Caroline de Oliveira Camargo Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i6.8355

Palavras-chave:

Serviço social. Política nacional de assistência. Famílias. Atendimento social.

Resumo

A prática profissional do Serviço Social na área da Saúde tem como alguns de seus princípios norteadores a Integralidade e a Intersetorialidade. Tais princípios são de extrema relevância uma vez que a profissão pauta-se na perspectiva da totalidade social e a compreensão dos aspectos sociais que interferem no processo saúde-doença, na busca de estratégias para seu enfrentamento. O presente trabalho tem por objetivo apresentar dados coletados a partir da análise documental das entrevistas sociais com famílias dos pacientes internados e o número de contrarreferencias à rede realizados pelo Serviço Social no primeiro semestre de 2016. O Assistente Social atuante na Enfermaria de Pediatria do Hospital de Clínicas busca identificar situações que envolvam vulnerabilidade social, com intuito de garantir proteção e acesso a direitos sociais e, por meio de uma abordagem socioeducativa, orientar e encaminhar pacientes e seus familiares a programas, projetos e benefícios disponíveis na rede socioassistencial do território de referência. Diante do atual cenário de aprofundamento da desigualdade social em decorrência da recessão econômica e, por conseguinte, elevadas taxas de desemprego, foi observado durante os atendimentos o expressivo aumento de encaminhamentos à rede, sobretudo aos serviços da Política de Assistência Social, para inclusão de novos usuários em benefícios, programas de transferência de renda e segurança alimentar, sendo encaminhados 10 novos casos para inclusão em BPC e 24 agendamentos aos CRAS. Tais benefícios proporcionam inclusão e amparo em situações de vulnerabilidade socioeconômica e se mostram como um mecanismo de promoção da cidadania e redistribuição da riqueza socialmente produzida.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fabiana Maria Campo Dall'orto Escobar Castro, Universidade Estadual de Campinas

Colaboradora do Hospital das Clinicas da UNICAMP.

Caroline de Oliveira Camargo, Universidade Estadual de Campinas

Pós-graduada pela Faculdade de Ciências Médicas - Unicamp no curso de Aprimoramento Profissional - Serviço Social em Pediatria. Tem experiência na área de Serviço Social na qualidade de acadêmica, atuando nas políticas de Saúde, Assistência Social e Habitação.

Downloads

Publicado

2016-10-27

Como Citar

CASTRO, F. M. C. D. E.; CAMARGO, C. de O. Famílias e acesso à rede socioassistencial: uma abordagem do serviço social na enfermaria de pediatria-HC/UNICAMP. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 6, p. 154–154, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i6.8355. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8355. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 3 - Desenvolvimento Humano, Saúde, Sustentabilidade e Qualidade de Vida