Coral UNICAMP zíper na boca: uma trajetória de 30 anos marcada por desafios e inovações

Autores

  • Vívian Lis Ferreira Nogueira Dias Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i6.8311

Palavras-chave:

Extensão. Cultura. Música. Canto coral. Coro cênico.

Resumo

Formado em setembro de 1985 com o intuito de reiniciar as atividades do então extinto Coral Unicamp, o grupo teve, em seus primeiros anos, apoio da Pró-Reitoria de Extensão (PRE). Em 1990, vinculou-se ao Núcleo de Integração e Difusão Cultural (NIDIC), atual Centro de Integração, Documentação e Difusão Cultural (CIDDIC). Desde sua fundação, tem como objetivo proporcionar aos alunos e funcionários das diversas áreas da universidade, o desenvolvimento de uma atividade de extensão na área artístico-cultural. Ao longo de sua trajetória, o grupo enfrentou diversos desafios: falta de espaço físico e equipamentos, falta de recursos humanos na área de produção, escassez de recursos para viabilização de seus projetos, etc. Graças à dedicação de seus integrantes e de sua dirigente e ao apoio de alguns setores da universidade, tais dificuldades forem vencidas de forma criativa e inovadora, trazendo o reconhecimento público como resultado. Foi premiado em 03 edições do Mapa Cultural Paulista, representando a região de Campinas neste importante projeto da Secretaria de Cultura do Estado. Representou o Brasil no XXVI Festival Internacional de Coros de Galvez, Argentina (1997). Em 2000 gravou seu primeiro CD. A montagem do musical Os Saltimbancos e a inauguração do Festival Unicamp de Corais (hoje com 11 edições realizadas) assinalam os 20 anos do coro. Desde 2010, a incorporação da movimentação cênica é a marca registrada do grupo, com a preparação de montagens como ABBA Forever, QUEEN Rhapsody, Canta Brasil, Love is all you need, Swingin with the Saints e Retrospectiva 30 anos. Em 2011, recebeu a Medalha Carlos Gomes, concedida pela Câmara Municipal de Campinas pelos relevantes serviços na área artística.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vívian Lis Ferreira Nogueira Dias, Universidade Estadual de Campinas

Doutorado em Música em 2008 pela Universidade Estadual de Campinas, universidade na qual concluiu o Mestrado em Artes em 2002 e o Bacharelado em Música (modalidade Regência) em 1985. Atuou como Docente Colaboradora do Departamento de Música da Unicamp em disciplinas de Canto Coral e Percepção Musical. Desde 1985 é regente e diretora artística do Coral da Unicamp. Em 2008 recebeu a Medalha Carlos Gomes, homenagem da Câmara Municipal de Campinas.Tem experiência na área de Artes, com ênfase em Música, atuando principalmente nos seguintes temas: música coral e música.

Downloads

Publicado

2016-10-27

Como Citar

DIAS, V. L. F. N. Coral UNICAMP zíper na boca: uma trajetória de 30 anos marcada por desafios e inovações. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 6, p. 116–116, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i6.8311. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8311. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 2 - Desenvolvimento de Ensino, Pesquisa e Extensão