Acidente de trabalho como demanda de aprendizado no campo de estágio

Autores

  • Marli Elisa Nascimento Fernandes Universidade Estadual de Campinas https://orcid.org/0000-0003-3765-0368
  • Amanda Galindo Ribeiro Universidade Estadual de Campinas
  • Maria Virginia Fernandes Righetti Camilo Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i6.8226

Resumo

O acidente de trabalho é tema importante para a formação de profissionais de saúde. Objetivo do estudo foi descrever a caracterização social dos pacientes e suas relações de trabalho. Método: Trata-se de relato de experiência no período de janeiro a agosto de 2015 utilizando as fichas de atendimentos de 13 pacientes que sofreram acidente de trabalho em finais de semana e foram internados no hospital. O perfil social e as relações de trabalho dos pacientes foram identificados pelo estagiário, à análise da amostra foi por frequência e descritiva. Resultados: 99% eram do gênero masculino, 1% feminino; 69% dos vitimados eram casados, 23% solteiros e 8% viviam em união estável; da faixa etária produtiva entre 25 a 39 anos, possuindo vínculo formal de trabalho - carteira assinada. Os tipos de acidentes: 54% ocorreram durante o percurso de ida ou retorno do trabalho, 46% no exercício do trabalho, dos quais 38% parecem ter tido seus direitos violados por não terem a informação quanto à comunicação do acidente pela empresa, enquanto que 62% já haviam sido comunicados a Previdência Social. Conclusão: As contribuições deste estudo se inscrevem em duas dimensões: o olhar do aluno acerca das condições do trabalho na sociedade contemporânea e sobre o trabalho profissional identificando as repercussões na dinâmica familiar e socioeconômica. As condições de trabalho provocam agravos à saúde, como apresentado neste estudo os acidentes foram provocados em sua maioria no trajeto ao trabalho, apontando para os riscos da mobilidade e das condições que a envolvem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Marli Elisa Nascimento Fernandes, Universidade Estadual de Campinas

Doutora em Ciências da Saúde (2015). 

Amanda Galindo Ribeiro, Universidade Estadual de Campinas

Pontificia Universidade Católica de Campinas.

Maria Virginia Fernandes Righetti Camilo, Universidade Estadual de Campinas

Doutorou-se pela Universidade Estadual de Campinas com ênfase no Aprimoramento ao Profissional de saúde. 

Downloads

Publicado

2016-10-27

Como Citar

FERNANDES, M. E. N.; RIBEIRO, A. G.; CAMILO, M. V. F. R. Acidente de trabalho como demanda de aprendizado no campo de estágio. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 6, p. 85–85, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i6.8226. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8226. Acesso em: 28 set. 2022.

Edição

Seção

Eixo 2 - Desenvolvimento de Ensino, Pesquisa e Extensão

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)