Gerenciamento de cateteres vasculares em um Hospital Universitário

Autores

DOI:

https://doi.org/10.20396/sinteses.v0i6.8202

Resumo

A constituição de uma equipe para gerenciamento dos cateteres é descrita como uma estratégia de minimizar complicações infecciosas e mecânicas relacionadas com o uso desses dispositivos, reduzir custos associados ao consumo inadequado do material e tratamento das complicações. Descrever a estratégia de Gerenciamento de Cateteres Vasculares em um hospital universitário. Estudo descritivo da implantação de um sistema de gerenciamento de cateteres vasculares em um hospital universitário de alta complexidade. RESULTADOS: Em outubro de 2014 foi constituída uma equipe para Gerenciamento de Cateteres Vasculares (GCAT). Considerando a gravidade dos eventos e necessidades do cliente e da instituição foi estabelecida a seqüência de intervenções de acordo com o tipo de cateter: 1o os cateteres vasculares centrais de inserção periférica (PICC); 2o os cateteres vasculares periféricos (CVP) e cateteres vasculares centrais de curta permanência (CVC) e 3o os cateteres vasculares centrais de longa permanência. Em 2015 o GCAT instituiu Times de inserção e manutenção de PICC, critérios de uso por populações específicas, treinamento dos enfermeiros para manutenção, inserção e botão anestésico, aquisição de ultrassom para punção assistida ou guiada, indicadores de resultados e processos e contra-referencia para pacientes de alta com PICC. As estratégias de gerenciamento do PICC geraram redução de 40% no consumo do dispositivo em relação ao ano de 2014. A estratégia de gerenciamento em 2015 mostrou-se custo-efetiva com base nos indicadores de uso do PICC.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Sonia Regina Perez Evangelista Dantas, Universidade Estadual de Campinas

Assessora Técnica do Curso de Especialização em Estomaterapia da Faculdade de Enfermagem da Universidade Estadual de Campinas.

Ana Paula Gadanhoto, Universidade Estadual de Campinas

Hospital das Clinicas da Universidade Estadual de Campinas.

Roberta Nazario Aoki, Universidade Estadual de Campinas

Diretora de Enfermagem da Unidade de Terapia Intensiva do Hospital das Clinicas da Universidade Estadual de Campinas.

Maria Filomena de Gouveia Vilela, Universidade Estadual de Campinas

 Docente da Faculdade de Enfermagem da Universidade Estadual de Campinas. Doutora em Saúde Coletiva pela Universidade Estadual de Campinas.

Adriana Oliveira de Almeida, Universidade Estadual Paulista

Mestrado em Medicina Veterinária Preventiva pela Universidade Estadual Paulista. Médica Veterinária no Centro de Controle de Zoonoses do Município de Camaçari do Estado da Bahia.

Downloads

Publicado

2016-10-27

Como Citar

DANTAS, S. R. P. E.; GADANHOTO, A. P.; AOKI, R. N.; VILELA, M. F. de G.; ALMEIDA, A. O. de. Gerenciamento de cateteres vasculares em um Hospital Universitário. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 6, p. 56–56, 2016. DOI: 10.20396/sinteses.v0i6.8202. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8202. Acesso em: 26 set. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)