Banner Portal
Vigilância sanitária
PDF

Como Citar

COLOMBRINI, Maria Rosa Ceccato et al. Vigilância sanitária: aliada na construção de um espaço de trabalho seguro. Sínteses: Revista Eletrônica do SimTec, Campinas, SP, n. 6, p. 12–12, 2016. Disponível em: https://econtents.bc.unicamp.br/inpec/index.php/simtec/article/view/8140. Acesso em: 17 jul. 2024.

Resumo

Introdução: o Projeto Vigilância Sanitária (Projeto VISA) iniciou-se em maio/2006 após vistorias realizadas pela VISA-Região Norte nas áreas do HC, apontando não conformidades. Desde aquele momento até os dias atuais a equipe tem atuado para corrigir distorções nos processos relacionados à assistência, higiene e estrutura predial reconhecendo-se o papel da VISA de oferecer um olhar externo para as condições de assistência à saúde e contribuir com apontamentos de melhorias(1). Objetivo geral: manter o HD dentro de princípios sanitários definidos pela VISA e pela Comissão de Controle de Infecção Hospitalar (CCIH)/HC. Método: o trabalho foi realizado no HD/HC/UNICAMP que é uma unidade de desospitalização dos pacientes. Os executores foram: enfermeiras, técnicos de enfermagem e administrativo e a assessora do Departamento de Enfermagem/HC (DENF). Foram realizadas 13 vistorias entre 2011-2016, desde a implantação da planilha VISA. Os eventos de não conformidade foram categorizados: "Enfermagem/Processos", "Estrutura" e "Limpeza". Resultados: foram encaminhadas ordens de serviço à Divisão de Engenharia/HC para correções na estrutura e treinamento para as equipes de limpeza e enfermagem. As medianas dos percentuais de aprovação foram: 88,2% para "Enfermagem/Processo", 91,6% para "Estrutura" e 79,7% para "Limpeza". Discussão: a literatura propõe que se conceitue como "Ótimo" para aprovação entre 90-100% dos itens; "Bom" entre 70-89%; "Regular" entre 50-69% e "Ruim" menor que 49%(2). Usou-se a ferramenta gerencial "PDSA"(3). Conclusões: os dados mostram que o processo de vistoria tem garantido uma avaliação permanente da área e dos processos, mantendo-os com conceito "Bom" e "Ótimo". O respeito entre os serviços e os profissionais foi fundamental, e o DENF foi um facilitador para a elaboração dos indicadores. A Divisão de Serviços Gerais/HC (responsável pelo contrato de limpeza terceirizada) e a Divisão de Engenharia/HC tem sido parceiros na execução correta da limpeza e na preservação do patrimônio público.

PDF
Creative Commons License
Este trabalho está licenciado sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License.

Copyright (c) 2016 Maria Rosa Ceccato Colombrini, Cíntia Soares Tozzi, Rosana Fins Ramos Silva, Sandra Mara Queiróz Costa, Roseli Higa, Marcos Roberto Guimarães, Marta Diafrais Borges Rodrigues, Priscila Moreira Silva, Antonio Sundfeld Iaderozza, Cassia Regina Gabriel Machado

Downloads

Não há dados estatísticos.